Projeto de Habitação para Colônia do Prata vai receber Selo de Mérito

11/03/2018 00h00
Por Redação - Agência PA (SECOM)

A  Companhia de Habitação do Pará (Cohab-PA) será novamente premiada com o Selo de Mérito,  promovido pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação – ABC e o Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano – FNSHDU. 

A premiação anual estimula e difundi as experiências bem sucedidas desenvolvidas pelas instituições públicas no âmbito da habitação de interesse social.

O projeto da Cohab-Pa selecionado este ano na categoria Relevância Social e/ou Urbana é  "Reconstruindo Sonhos Manchados", que promoveu habitação digna aos hansenianos da Colônia do Prata, município de Igarapé Açu, por meio do Programa Cheque Moradia.

A Colônia do Prata, em Igarapé Açu, Nordeste paraense, coleciona inúmeras histórias ligadas aos traumas vividos pelos chamados hansenianos. Considerada um dos primeiros redutos criados para esses pacientes no Brasil, hoje é palco de relatos bem mais animadores, especialmente após as intervenções do Estado, com a instalação do Programa habitacional Cheque Moradia para mais de 100 famílias, a pavimentação da estrada de acesso (PA 424) e as ações de saúde pública.

Na comunidade, 14 pacientes estão em tratamento de hanseníase por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e quase 200 recebem o Benefício Estadual para Pessoas Acometidas pela Hanseníase, o BEPAH.

A Secretária de Saúde, Heloísa Guimarães descreve que “o que mais encanta nesse projeto é a oportunidade de dar um lar digno a quem tem uma doença ainda cercada por tanto preconceito. Isso sim é inclusão social”, reforçou.

Entre as muitas histórias está a de  Iverlândia Lemos, 43 anos, cadeirante. A professora de Educação Física ficou paraplégica após uma queda na escola onde trabalhava. Viveu situações extremas quando passou pelo abrigo de crianças, filho de hansenianos, em Belém. Hoje está presa a uma cadeira de rodas, mas não se limita a nada. Participou ativamente da construção de sua casa, colaborando na mão de obra. "A locomoção dentro da minha casa é bem melhor hoje. Ela é adaptada à minhas necessidades. Tenho agora liberdade para viver aqui dentro", comemora. A ex-professora foi responsável pelo envio de emails à Cohab, solicitando o Cheque Moradia e por sua persistência, muitas famílias acabaram sendo também beneficiadas. 

A diretora presidente da Cohab, Lene Farinha avaliou o trabalho realizado na comunidade de forma positiva. "Levar política pública a um alvo específico e, com isso, mudar a qualidade de vida dessas famílias é gratificante. Trabalhamos num polígono definido e, por isso, a mudança foi completa. Todas as famílias contempladas com uma unidade habitacional, dotada de banheiro interno, o que contribui para a preservação da saúde e higiene", resumiu.

Raimunda Narcilene de Lima diz que antes de receber o Cheque Moradia morava de favor em um cômodo na casa da cunhada, com o marido e dois filhos. "Eu dizia para eles não levarem os colegas lá para fazer os trabalhos da escola. Tinha muita vergonha do lugar. Agora sim, moro numa casa e esse era um sonho que tinha. Quando me avisaram que a Cohab estava na cidade fazendo a inscrição para Cheque Moradia,  acreditei que essa seria a chance de realizar o meu sonho e só mesmo o Cheque Moradia pra nos ajudar”, comemora. 

Premiação

O Selo de Mérito será entregue durante a realização do Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social, no período de 20 a 22 de março, em Salvador. O evento se destaca por contribuir para a política habitacional no Brasil, reunindo instituições públicas e a iniciativa privada que atuam no setor de habitação de interesse social, premiando experiências bem sucedidas, desenvolvidas pelos órgãos públicos estaduais e municipais no âmbito da habitação de interesse social e desenvolvimento urbano.