Banpará alcança 1 bilhão de patrimônio líquido

23/03/2018 00h00
Por Redação - Agência PA (SECOM)

O Patrimônio Líquido do Banpará ultrapassou a cifra de R$1 Bilhão, uma expansão de 23,4% em relação ao final de 2016, com rentabilidade anualizada sobre o patrimônio líquido médio de (ROE) 27,9%. Em comparação ao PL de 2010, quando do início da atual gestão, houve um crescimento da ordem de 288,01%.

Esse resultado é fruto da determinação do Banpará em cumprir a sua missão de gerar valor para o Estado como um Banco autossustentável, comprometido com o  desenvolvimento socioeconômico do Pará. Nos últimos sete anos, foram instaladas 74 novas agências, saindo de 42 em 2010, para 116 em 2017, o que equivale a expansão de 63% da rede de atendimento.

A estratégia da expansão pautou-se na necessidade de inclusão bancária da população dos mais longínquos interiores do Pará, resultando, atualmente, com a cobertura de 98 dos 144 municípios paraenses, um aumento de 204% em relação ao ano de 2011, ano em que o Banco cobria apenas 30 municípios no Estado. A meta do Banco é ultrapassar a cobertura de mais de 100 municípios até o final desse semestre.

Além da expansão da rede de atendimento, o Banpará investiu também, na modernização e melhoria tecnológica de suas agências , com o foco de adequar suas instalações às novas exigências de mercado com muito mais conforto nas condições de trabalho e de atendimento aos clientes, além da adequá-las  com requisitos de acessibilidade e tecnologia que contribuem com a preservação do meio ambiente.

De acordo com Augusto Costa, presidente do Banpará, no ano de 2017 o Banco deu continuidade à estratégia de ampliação e aprimoramento da sua rede de atendimento. O ano também registrou investimentos em recursos tecnológicos e humanos, gestão de riscos e controles internos, aumento da capacidade de operações, por meio dos canais eletrônicos de atendimento aos clientes, tornando cada vez mais rápido e fácil o acesso aos produtos e serviços ofertados pelo Banpará.

“Nossas conquistas indicam que estamos no caminho certo. A sociedade paraense pode esperar um Banpará cada dia melhor e cada vez mais inserido na vida dos cidadãos, com atuação em todo o Estado, levando atendimento digno e ajudando a alavancar, desde o pequeno negócio até o grande empreendimento”, disse Augusto.

O ano de 2017 foi de muitas outras conquistas para o Banpará. A população desfruta atualmente de serviços completamente inovadores, com o chamado Banpará Digital, que é um espaço bancário totalmente digital instalado em um grande shopping na Capital paraense. O espaço é o 1º ambiente de banco totalmente digital no País. Trata-se de uma plataforma física, completamente digital, inaugurada com o objetivo de proporcionar aos nossos clientes uma experiência de consumo bancário e de serviços tecnologicamente inovadora, por meio da utilização de equipamentos de última geração.

O Espaço Digital levou o Banpará a ser reconhecido como benchmark por outros bancos, que o visitaram para entender e conhecer, um pouco mais sobre a “nova era digital” dos serviços bancários. A inovação mereceu o reconhecimento do Fórum Editorial e Informática Hoje, que premiou o Banco com o Prêmio de Tecnologia da Informação 2017.

A ampliação e o aprimoramento do portfólio de produtos e serviços também se destacam como conquistas importantes. O resultado desta dedicação foi comprovado com o recebimento do Prêmio Finanças Mais, do Jornal O Estado de São Paulo, que indicou o Banpará como o 3º melhor banco de varejo do Brasil.

Resultados 2017

O Banpará registrou um Lucro Líquido de R$259.035 mil, um aumento de 11,9% em relação ao exercício anterior, fator que revela o fortalecimento da Instituição como agente financeiro do Estado e promotor do seu desenvolvimento. A carteira de crédito alcançou R$ 3.837.011 mil, acréscimo de 5,8% em relação a 2016.

Para o ano de 2018, além de manter ativo o plano de expansão com foco no atendimento de produtos e serviços bancários aos 144 municípios do Estado, o Banco pretende ampliar o seu portfólio lançando novos produtos e serviços, alinhado com as boas práticas de desenvolvimento sustentável, em continuidade a Política de Responsabilidade Socioambiental, bem como aos projetos direcionados à redução da pobreza, da desigualdade, do incentivo ao esporte e à cultura paraense.