Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
CAPACITAÇÃO

Igeprev treina servidores para ambiente de trabalho sem assédio

Treinamento aborda diversas temáticas relacionadas ao assédio, suas formas de manifestação, consequências e estratégias para prevenção e combate

Por Cácia Medeiros (IGEPREV)
04/07/2023 17h38

Aureberto Nogueira- coordenador do Núcleo de Atendimento Psicossocial.jpeg

O Instituto de Gestão Previdenciária do Pará (Igeprev), através da Coordenadoria de Gestão de Pessoas (CODP), promove, desde o dia 3 e até esta quarta, 5, o treinamento sobre o combate ao assédio na administração pública. O objetivo é garantir um ambiente de trabalho saudável, visando à preservação do bem-estar dos servidores e colaboradores.

O treinamento aborda diversas temáticas relacionadas ao assédio, suas formas de manifestação, consequências e estratégias para prevenção e combate. "Esse treinamento faz parte de um cronograma de capacitação de áreas técnicas e áreas de gestão para prevenir qualquer situação desagradável que possa prejudicar o andamento do setor, a saúde mental dos servidores e a relação entre as pessoas", explica Eliz Azevedo, coordenadora da CODP.

Durante os três dias de treinamento, os participantes terão a oportunidade de ampliar sua compreensão sobre o assédio na administração pública, aprender a identificar situações problemáticas e adquirir habilidades para agir de forma adequada em tais circunstâncias. "Esse treinamento ajuda a promover um ambiente de trabalho seguro e respeitoso, onde todos os servidores possam exercer suas funções com dignidade. A iniciativa reflete o empenho em construir uma cultura organizacional que valorize a integridade, a ética e o respeito entre os colegas de trabalho", comentou Aureberto Nogueira, coordenador do Núcleo de Atendimento Psicossocial (NAPS), que participa da ação.

O treinamento foi elaborado com base na Lei n° 14.440/2023, sancionada recentemente, que institui o Programa de Prevenção e Enfrentamento ao Assédio Sexual e demais Crimes contra a Dignidade Sexual e à Violência Sexual no âmbito da administração pública, direta e indireta, federal, estadual, distrital e municipal, explicou Eduardo Moura, advogado que ministra as palestras. "O Igeprev tem um número grande de profissionais, daí a preocupação em realizar esse treinamento, que é previsto na lei e que aborda conteúdos como causas estruturantes do assédio sexual e demais crimes contra a dignidade sexual e da violência sexual; consequências para a saúde das vítimas; meios de identificação, modalidades e desdobramentos jurídicos; direitos das vítimas, incluindo o acesso à justiça e à reparação e mecanismos e canais de denúncia".

"O tipo de assédio muito comum em repartições públicas é o assédio moral organizacional, onde se cria uma cultura do problema, sendo o mesmo tolerado. Isso pode repercutir de forma negativa para a instituição. O colaborador e servidor que se sentir prejudicado deve procurar o coordenador do setor ou o departamento pessoal", conclui Mariana Keppen, advogada e também palestrante.

1 - Eliz Azevedo- coordenadora de Gestão de Pessoas

A atual gestão do Igeprev tem desenvolvido uma política de valorização dos servidores que passa pelo combate a qualquer forma de preconceito, racismo e intolerância no ambiente de trabalho.

"Combater toda forma de assédio é uma obrigação legal dos órgãos públicos, que devem cumprir as leis de proteção aos direitos dos trabalhadores, o respeito à pessoa humana e à instituição na prestação de um serviço de qualidade", afirma o presidente do Instituto, Giussepp Mendes.