Fundação Santa Casa do Pará abre a Semana da Doação de Leite Materno

A programação segue até o dia 29 de maio com uma série de ações no hospital, e, ainda, em outros locais

16/05/2022 13h55 - Atualizada em 16/05/2022 14h50

Foi aberta oficialmente nesta segunda-feira (16), no auditório da Fundação Santa Casa do Pará, a programação da Semana de Doação de Leite Materno, com o tema “Gotas de Amor para um Mundo Melhor”.

A Semana de Doação de Leite Materno é uma iniciativa para o incentivo à doação de leite materno para os Bancos de Leite Humanos, coordenada pela Secretaria Estadual de Saúde (Sespa), Fundação Santa Casa de Misericórdia (FSCMP) e Corpo de Bombeiros do Pará, por meio do projeto Bombeiros da Vida.

A programação segue até o dia 29 de maio com uma série de ações no hospital, e, ainda, na Câmara Municipal de Belém, Hospital Materno Infantil de Barcarena e no Shopping Bosque Grão Pará.

Cynara Souza, da coordenação do Banco de Leite da Fundação Santa Casa, diz que a importância do evento é mexer com todos os segmentos da sociedade sobre a importância da amamentação e do ato de doar o excedente de leite, para que nós possamos trabalhar nos Bancos de Leite Humano (BLH) atendendo as dietas principalmente dos prematuros enquanto eles não conseguem sugar no seio materno.

“Fomentar essas estratégias, mostrar resultados para a sociedade, imbuir e monitorar nos fóruns de discussão, para fortalecer essa temática e possa beneficiar todos os Bancos de Leite Humano de nosso estado. São quatro municípios que nós estamos trabalhando, avaliando plantas e estamos conversando com as equipes que estão fazendo a projeção desses bancos de leite nos hospitais materno infantil no estado. Atendendo as necessidades desse prematuro nas unidades natais no próprio município”. Relata Cynara.

Durante a cerimônia de abertura duas mães doadoras foram homenageadas por ajudarem na parceria com o Banco de Leite Humano da Santa Casa. Elas representaram no ato, 205 mães doadoras atualmente cadastradas no BLH.

Lina Alencar, que é mãe há quatro meses, e chegou recentemente ao Pará vinda do estado do Ceará, diz que a amamentação é um desafio grande para todas as mães e a Santa Casa do Pará disponibiliza ajuda e estímulo à amamentação. “Esta oportunidade que a gente tem com esse ato, quando a gente alcança a amamentação para o nosso filho e poder doar e ajudar outros bebês que estão precisando, é um ato grandioso que não só beneficia a nós, mas principalmente aos bebês que estão internados em uma UTI e tanto precisam”. Diz emocionada Lina Alencar

Para Ariele Assunção Pereira, uma das mães parceiras que doa há cerca de dois anos para o Banco de Leite da Santa Casa, o ato de doar é sobretudo entender que somos de uma sociedade e que precisamos cada um de nós fazermos a nossa parte e você sendo uma mãe pode doar o seu leite excedente, enquanto você amamentar e é extremamente importante isso. “Comecei a doar desde os quatro meses de vida do meu filho e atualmente faço parte de campanhas por onde vou para sempre captar novas doadoras e sempre apoiar o Banco de Leite com coletas de frascos”. Enfatiza Ariele.

Comitê - O Comitê Estadual de Aleitamento Materno e Banco de Leite humano, foi reformulado e vai trabalhar a linha do cuidado materno infantil, tudo que norteia a amamentação no estado do Pará.

“A fomentação de bancos de leite humano, a ampliação de postos de coleta, aproximação com as lideranças do municípios para que se possa implantar nas unidades municipais de saúde posto de coleta ou nos distritos, para que possa capilarizar essa ação de coleta de leite para os demais bancos e possamos atender os hospitais, em nível terciário que atendem à dieta dessa criança que se encontra internado em sua unidade neonatal”, informa Cynara Souza.

Esse Comitê está sob a coordenação da Sespa, com a expansão em todo o território do estado, com o amparo dos municípios e representatividade de ONGs e setores importantes de órgãos que tratam das políticas de cuidado materno infantil.

Como doar leite materno - Toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite humano. Basta ser saudável e não tomar nenhum medicamento que interfira na amamentação.

O cadastro é feito de modo virtual, pela internet ou telefone e a doadora não precisa sair de casa ou se deslocar em nenhum momento, o projeto Bombeiros da Vida, parceiros militares do Banco de Leite da Santa Casa, vão até a sua residência, disponibilizando o material para a retirada do leite de forma segura, esclarecendo o passo a passo da coleta.

O contato pode ser feito através dos telefones: 4009.2311 /4009.2212 / 4009.0375, também, pelo WhatsApp (91) 98899.6326 e o Site: www.santacasa.pa.gov.br/cadastro-banco-de-leite/ ou e-mail: projetobombeirosdavida@hotmail.com.

Por Samuel Mota (SANTA CASA)