'Capacita Mais Pará' promove cursos profissionalizantes a jovens em Tucuruí

10/05/2022 17h48 - Atualizada em 10/05/2022 18h18

Com o objetivo de preparar e capacitar a população em situação de vulnerabilidade social, amenizando os impactos sociais através da educação, o Projeto “Capacita mais Pará”, executado pela Fundação ParáPaz, promove, gratuitamente, oficinas profissionalizantes itinerantes no Estado. E desta vez, moradores do município de Tucuruí, sudeste paraense, foram contemplados com três dias de curso, divididos em dois períodos. 

O participante da turma da manhã, Gabriel Moura, 20 anos, reconheceu que mesmo já tendo conhecimento na área do empreendedorismo, a oportunidade de adquirir mais informações é essencial para seu sucesso profissional, pois além de aprimorar as habilidades, acaba desenvolvendo diferentes tipos de percepções para o mercado de trabalho, que continua cada vez mais competitivo.

“Estou no ramo tem um tempo, mas sempre é uma experiência nova que aumenta minha capacidade para conseguir algo melhor. Agrega não só para mim, como para outras pessoas que não tenham tido outras oportunidades, fazendo a diferença na vida delas e na minha”, avaliou Gabriel. 

Os temas trabalhados, no período de 9 a 11 de maio, são os mais variados, como: Ética e Etiqueta no Mercado de Trabalho; Convivência; Oralidade e Discurso; Raciocínio Lógico; Criatividade; Trabalho em Equipe; Liderança; Empreendedorismo; Emprego Conectado; Elaboração de Currículo; Educação Financeira e Comportamento Profissional; Recursos Humanos.  Ao final do curso, somando a carga horária de 12 horas, todos os 402 alunos inscritos receberão certificados de conclusão. 

Os profissionais encarregados de ministrar as oficinas desempenham suas atividades diariamente na Fundação ParáPaz e segundo a gerente de finanças, Gabrielle Pimentel, que aborda sobre “Educação Financeira”, sair da zona de conforto e colaborar ativamente orientando a comunidade é gratificante. “Os jovens estão pensando em educação financeira cada vez mais cedo e nós os ajudamos a controlar os gastos, diminuir suas despesas e administrarem seu próprio dinheiro. É válido ter o mínimo de conhecimento para garantir seus direitos”, explicou.

Por Nathalia Mota (PARAPAZ)