Governo muda realidade de 700 alunos com escola reconstruída e equipada em Anapu

A 97ª unidade de ensino da rede pública estadual reconstruída foi entregue pelo governador Helder Barbalho, em agenda de trabalho na região do Xingu

27/04/2022 19h06 - Atualizada em 27/04/2022 22h09

Os equipamentos vão aprimorar a qualidade do ensino oferecido aos estudantes pela escola estadual em AnapuSalas abafadas, goteiras e muita reclamação. Essa era a rotina dos alunos da Escola Estadual de Ensino Médio Maria José Santana, no início de 2019. A rede pública de educação no município de Anapu, no Sudoeste do Pará, estava sem condições de oferecer um ensino com o mínimo de qualidade. Um cenário que aos poucos foi mudando graças à política de valorização implantada pelo governo. Na tarde desta quarta-feira (27), o governador Helder Barbalho entregou a unidade escolar totalmente reconstruída e ampliada. Uma aspiração antiga de alunos e professores, que agora foi concretizada. Desde janeiro de 2019, esta é a 97ª unidade de ensino entregue pelo governo do Estado.Ampla, confortável e equipada, a Escola Estadual de Ensino Médio Maria José Santana vê sua história entrar em um novo tempo

“Todos os nossos alunos agora têm um lugar adequado para estudar. Eu cumprimento a todos os alunos deste local. Que vocês possam ter orgulho desta escola, que está toda climatizada, com auditório e muita tecnologia. Já autorizei o início da construção da quadra esportiva, também, que vai proporcionar educação aliada ao esporte. Essa parceria com a prefeitura veio para resgatar a memória da educação pública desta cidade”, enfatizou o governador Helder Barbalho, ao entregar a nova estrutura à comunidade escolar.Governador Helder Barbalho no momento em que marcou a entrega de mais uma unidade escolar reconstruída pelo Estado

A escola oferece a cerca de 700 estudantes, professores e equipe técnico-pedagógica ambientes confortáveis, com toda a infraestrutura necessária a um ensino eficiente. O espaço de aprendizagem dispõe de capacidade para ampliar o atendimento nas modalidades Ensino Médio Regular (1ª a 3ª série), Sistema Modular de Ensino (Some) e Atendimento Educacional Especializado (AEE). Mais de R$ 4,3 milhões, provenientes do Tesouro Estadual, foram investidos para reconstruir aproximadamente 3 mil metros quadrados da unidade escolar.Wemerson Carvalho: "Tá tudo muito lindo".

Outro padrão - “É muito gratificante ver ar-condicionado, quadros de vidros, que nunca vi na minha vida, cadeiras, livros, biblioteca e computadores. É muito gratificante! É um grande orgulho ver uma escola do Estado ter essas coisas, que antes só existiam em escolas  particulares. Além disso, essa escola tem professores qualificados, e agora tem computadores, biblioteca e laboratório de química. Tudo muito lindo”, ressaltou o aluno da 1ª série do ensino médio, Wemerson Carvalho, 15 anos.

As obras possibilitaram mais seis salas de aulas; laboratório de informática e química; biblioteca; auditório; salas para direção, secretaria, coordenação pedagógica e para os professores, e arquivo. O local também dispõe de cozinha, depósito, recreio coberto, banheiros masculino e feminino e estacionamento, além de equipamentos que propiciam acessibilidade às Pessoas com Deficiência (PcDs). O muro da escola também foi completamente reconstruído, e os ambientes pedagógicos são totalmente climatizados. A unidade conta ainda com reservatório de água elevado, incluindo poço e um moderno sistema de drenagem.

Transformação - A secretária de Estado de Educação, Elieth de Fátima Braga, disse que “nós acreditamos no poder transformador da educação. Educação que começa no carinho na hora de reconstruir cada estrutura, proporcionando um ambiente acessível a todos que irão visitar essa unidade. Aqui será a casa de alunos e servidores, que necessitam de conforto, modernidade e respeito”, ressaltou a titular da Seduc.Diretora da escola, Laudecir Ferreira: sonho concretizado

Para a diretora Laudecir Ferreira, a educação em Anapu ganha uma projeção nunca vista. “Não tem como mensurar a importância dessa escola para a comunidade. A reforma era um anseio da população desde o século anterior. Nós temos um auditório espaçoso, laboratório, quadro digital, quadro de vidro, que era o sonho de professores, para ministrar aulas. Tudo isso é imprescindível para a educação de qualidade”, reiterou.

Por Evaldo Júnior (SEDUC)