Seduc garante o cumprimento dos protocolos sanitários no retorno presencial dos alunos da rede estadual

Aferição de temperatura, oferta de álcool em gel e apresentação de carteira de vacinação contra o coronavírus são algumas medidas adotadas para garantir a permanência segura nas escolas

15/03/2022 12h28 - Atualizada em 15/03/2022 13h19

Proteção e motivação para estudar. Esses são os dois sentimentos descritos por Jeniffer Castro, 18 anos, aluna do 3º ano da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Visconde De Souza Franco, sobre o retorno presencial dos alunos da rede estadual de ensino, que iniciou na última segunda-feira (14).

“Está sendo incrível voltar ao presencial, porque, assim como outros alunos, vivi muitas dificuldades com o ensino remoto. Por mais que o Governo desse todo o apoio, não tem comparação em estar fisicamente na escola, que me abraçou nesse retorno, com uma estrutura maravilhosa e diversos projetos que podemos participar. Temos toda a segurança possível, porque vemos a exigência com o cumprimento dos protocolos sanitários”, conta a aluna, que tem o sonho de ser médica pediatra.

Atender todos os protocolos definidos pelo Governo do Estado para o retorno das aulas presenciais com segurança é o foco das escolas estaduais. Na Visconde De Souza Franco não é diferente. “A temperatura dos alunos é aferida logo na entrada, onde é disponibilizado álcool em gel. Há torneiras distribuídas pelo prédio para a higienização correta das mãos com sabão e os alunos devem apresentar a carteirinha de vacinação para o acesso a escola. Precisamos lembrar que ainda estamos vivendo uma pandemia e todos os cuidados adotados são necessários para garantir a segurança dos alunos”, pontua Marilena Guimarães Lima, diretora da escola.

No 3º ano do Ensino Médio, Rafael Mesquita, 18 anos, é aluno da Escola Visconde De Souza Franco e afirma que o retorno presencial está ajudando a melhorar a concentração durante as aulas. “Nas aulas remotas, tínhamos muitas distrações com as redes sociais, o barulho em casa e agora consigo ter mais foco, posso tirar todas as dúvidas de perto. Estou me sentindo completamente seguro com as medidas que estão sendo tomadas na escola. Nesse último ano é muito importante poder contar com a estrutura e a qualidade dos professores que temos aqui”, ressalta. A escola funciona em tempo integral, de 7h30 a 17h.

Calendário letivo 2022

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) iniciou o calendário letivo de 2022 na última terça-feira (8), com a jornada pedagógica unificada, ação que envolveu gestores, professores e equipe técnico-pedagógica de toda rede estadual de ensino, em preparação ao retorno 100% presencial dos estudantes.

Com a finalidade de acolher os profissionais da educação, além de planejar e refletir sobre todo o contexto pedagógico das mudanças no cenário educacional brasileiro, a jornada abordou o atual contexto educacional.

Professor de geografia há 15 anos da Escola Visconde De Souza Franco, Sérgio Saraiva, ressalta que a jornada proporcionou um planejamento integrado das unidades de ensino por meio digital. “Os professores puderam partilhar experiências exitosas em suas escolas, observar as experiências de outras unidades. Foi de grande valia para dirimir dúvidas e organizar com tranquilidade o retorno das aulas”, destaca.

Escola reconstruída

A Escola Visconde De Souza Franco foi reconstruída e entregue em janeiro deste ano. A unidade, que oferece a modalidade integral para o Ensino Médio, também passa a abrigar a sede da 8ª Unidade Seduc na Escola (USE), a Coordenação de Educação Especial (Coees) e o Centro de Atendimento Educacional Especializado (CAEE). Foram entregues ainda dois ônibus para pessoas com deficiência.

Desde 2019, o Governo do Estado já entregou o total de 92 escolas com nova estrutura para vários municípios paraenses. A 92ª unidade reconstruída, a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Albertina Barreiros, em Itupiranga, foi entregue na última sexta-feira (11), beneficiando cerca de 1.000 alunos do ensino médio regular.

Por Giovanna Abreu (SECOM)