Pará é o 2º estado com maior confiabilidade nos dados sobre criminalidade

O reconhecimento à transparência na informação e apuração de dados estatísticos foi concedido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública

20/01/2022 20h17 - Atualizada em 20/01/2022 23h18

Todo o trabalho executado em três anos de gestão pela Secretaria de Estado de Segurança Publica e Defesa Social (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), privilegiando a transparência na informação e apuração de dados estatísticos, recebe reconhecimento nacional. Na avaliação do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Pará atingiu 19,44, de um total de 20 pontos, nota máxima aplicada pelo 15º Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

O destaque é para o trabalho de análise, mapeamento e divulgação dos indicativos e índices de criminalidade, que confere ao Pará a condição de 2º estado brasileiro a apresentar a menor discrepância nos dados apurados, quando confrontados com as informações do Ministério da Saúde. 

O Fórum reconhece a convergência entre os dados indicados pelo Sistema de Informações Sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, e dos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), computados pela Segurança Pública.

O Sistema mede a confiabilidade e validade dos registros apontados, afirma o secretário adjunto de Inteligência e Analise Criminal, delegado André Costa. “A convergência dos dados estatísticos do Ministério da Saúde, pelo SIM, e dos CVLIs pela Segurança Pública, através da Siac/Segup, confirmados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública é de alta relevância, porque demonstra que nós melhoramos a qualidade do nosso dado estatístico, proporcionando ao setor operacional uma realidade muito mais próxima dos fatos, de maneira que proporcione um estabelecimento de planejamento operacional com uma resposta muito mais rápida, tendo em vista que a credibilidade da informação é muito maior”, ressalta o titular da Siac.

Fórum - O Anuário de Segurança Pública resume dados estatísticos e análises realizadas pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O Fórum é uma instituição com 15 anos de existência, e visa buscar maior transparência aos dados relacionados à segurança pública, extraídos por meio das Secretarias de Segurança Pública dos Estados e do Ministério da Saúde, a partir do DataSus (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde).

A credibilidade e confiabilidade nos dados apresentados pela área de segurança pública do Pará favorecem as ações de combate à criminalidade, a partir de um mapeamento mais real da mancha criminal, tanto em Belém quanto nos demais municípios. Com essas informações são traçadas metas e organizados planejamentos mais eficazes, a fim de reforçar a atuação da Segurança Pública no enfrentamento à criminalidade violenta no Estado. 

Cenário real – Segundo André Costa, “é muito importante contarmos com a credibilidade e confiabilidade nos dados apresentados, pois eles nos retratam um cenário próximo da realidade, e isso nos permite agir, o mais rápido possível, para que o sistema operacional possa se planejar e executar operações que possibilitem controlar a criminalidade, ou até mesmo trazer para níveis toleráveis”.

O delegado André Costa disse ainda que “isso se dá principalmente em razão do confronto do banco de dados da Segurança Pública pela Siac, e do DataSus do Ministério da Saúde, onde o próprio Anuário de Violência, através do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, já convalidou os nossos dados, colocando o Pará em segundo lugar como confiabilidade dos dados para convergência entre esses dois bancos de informações importantes para a medição da criminalidade no País”.

Por Walena Lopes (SEGUP)