Polícia Militar conclui habilitação de candidatos excedentes ao CFO e CFP

Anunciada no início do ano pelo governador Helder Barbalho convocação é uma das estratégias para ampliar as melhorias que têm sido feitas na segurança pública do Pará

11/01/2022 09h07 - Atualizada em 11/01/2022 09h14

A Polícia Militar, por meio do Departamento-Geral de Pessoal (DGP), conclui, nesta terça-feira (11), o período de habilitação para os 732 candidatos que ficaram excedentes no concurso para o Curso de Formação de Praças (CFP) e Curso de Formação de Oficiais (CFO). A etapa consiste na matrícula dos candidatos e é fase imprescindível para concluir a habilitação aos cursos, previstos para iniciarem na próxima segunda-feira (17).

Publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de 5 de janeiro de 2022, a convocação dos candidatos excedentes foi anunciada pelo governador Helder Barbalho como estratégia para ampliar as melhorias que têm sido feitas na segurança pública paraense. Com a nova chamada, a Polícia Militar passa a contar com 3.137 alunos em formação, que em breve passarão a aumentar o efetivo policial nas ruas e levar mais segurança à população.

 

Habilitação

Durante o processo, o candidato passa primeiramente por uma triagem, em que é verificado se a documentação está em conformidade com o solicitado. No caso do CFP, também é nessa fase que o candidato escolhe um entre os 25 locais de formação espalhados pelo estado, conforme sua colocação no certame. Em seguida, ele é encaminhado para os laboratórios de informática, etapa em que será concluída a matrícula.

“O comandante-geral, coronel Dilson Júnior, autorizou que fosse montada uma comissão de habilitação, matrícula e incorporação para os novos candidatos que foram aprovados tanto no CFO, quanto no CFP. Essa comissão é composta por 50 policiais militares, de diversas unidades, e tem recebido, em média, 460 candidatos diariamente, atendendo a aproximadamente 60 deles por hora”, informou o chefe da Subseção de Seleção, Mobilização, Recadastramento e Pessoal Civil do DGP, capitão Renato Rodrigues.

De acordo com ele, para garantir a segurança dos candidatos e a organização do procedimento administrativo, o Departamento-Geral de Pessoal solicitou apoio do Comando de Missões Especiais, Batalhão de Polícia Rodoviária e do Batalhão de Polícia de Guarda.

Entre os aprovados na repescagem para o CFP estão 40 mulheres e 595 homens, enquanto para a habilitação ao CFO foram convocadas mais 11 mulheres e 86 homens.

A previsão é de que o Curso de Formação de Praças seja concluído em 9 meses no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), na capital, e em outros 24 polos, entre eles os recém-inaugurados em Mosqueiro, Oriximiná e Monte Alegre. Já o Curso de Formação de Oficiais, com todos os candidatos bacharéis em direito, deve ser concluído em 18 meses na Academia de Polícia Militar, localizada em Marituba, Grande Belém.

Texto: Cabo Taiane Figueiredo/Ascom PM

Por Luana Laboissiere (SECOM)