Alunas recebem certificação do curso de Costura Industrial da UsiPaz Icuí-Guajará, em Ananindeua

07/01/2022 15h06 - Atualizada em 05/02/2022 13h17

Desemprega há 2 anos, a doméstica Maria de Nazaré Rodrigues, 61 anos, foi uma das participantes do curso de costura industrial, disponibilizado na Usina da Paz Icuí-Guajará, em Ananindeua, ela não escondia a alegria em ter concluído o curso que, além do aprendizado, ainda lhe proporcionou a oportunidade de um emprego. 

“Esse curso foi maravilhoso porque aqui pude aprimorar os meus conhecimentos sobre corte e costura e foi graças ao curso que consegui um trabalho em uma empresa de confecção de bolsas. Antes eu trabalhava como doméstica, mas devido a pandemia fiquei desempregada, esse complexo é maravilhoso e está trazendo muitos benefícios para todos nós’’, destacou a concluinte.   

A capacitação foi realizada pela Associação Polo Produtivo Pará – Fábrica Esperança e tem como objetivo capacitar e preparar os alunos para que eles possam empreender na área de corte e costura industrial. Com uma carga horária de 100 horas, o curso foi dividido em duas etapas.

“Dividimos as atividades em dois módulos, o social que foi de 20 horas e o profissional de 80 horas. Na primeira parte, foi tratado o empreendedorismo, cidadania, ética, valores humanos e gestão de pequenos negócios. Já no profissional, foi feito a capacitação e a qualificação das participantes do curso para que pudessem aprender ou aprimorar as técnicas de costura”, informou um dos professores do curso, Noberto Félix. 

Durante o curso, as mulheres confeccionaram várias peças como: vestidos para crianças, bolsas, camisas, estojos, prendedores de cabelos, entre outros objetos, que serão doados. Além disso, elas fizeram 90 aventais para os alunos dos cursos de gastronomia da Usina da Paz. 

“Essa foi a primeira capacitação que ofertamos aqui na Usina da Paz Icuí-Guajará, mas também vamos atuar nos outros complexos, de acordo com a demanda e a necessidade de cada Usina. Nós já disponibilizamos o curso de costura industrial há anos e agora trouxemos para a Usina. Visando toda essa proposta do complexo, de integração, esse foi só o primeiro de muitos cursos que ainda serão ofertados’’, disse o diretor administrativo da Associação Polo Produtivo Pará – Fábrica Esperança, Geison Damasceno. 

Mais de 30 mulheres concluíram o curso de costura industrial. O gerente geral da Usina da Paz Icuí-Guajará, Alex Melul, destacou a importância desta capacitação.

‘’Esse curso é de grande valia para a comunidade aqui de Ananindeua, porque está capacitando as mulheres para o mercado de trabalho, fazendo com que elas comecem a empreender e se tornem donas do seu próprio negócio, a Usina da Paz do Icuí-Guajará, está sempre incentivando o empoderamento das mulheres’’, disse Alex.

A dona de casa Edna da Costa, 46 anos, é moradora do bairro do Icuí-Guajará há 3 anos e foi uma das participantes da capacitação. Ela afirmou que sempre teve vontade de fazer um curso de costura industrial.

Edna da Costa“Esse curso veio para acrescentar muito na minha vida e das outras mulheres que participaram. Eu sempre tive vontade de aprender a costurar e aqui pude realizar esse sonho. Eu não tinha nenhuma noção de corte e costura e agora já sei fazer várias coisas, como shorts, saias, máscaras, aventais, entre outras coisas... Agora eu pretendo abrir o meu próprio negócio. Esse projeto veio em boa hora porque aqui nós éramos esquecidos e a Usina veio para atender as nossas necessidades, eu estou muito feliz com esse projeto’’, relatou a moradora.  

Usina da Paz

É um complexo comunitário integrado ao programa Territórios Pela Paz (TerPaz) e promove diversas atividades voltadas para o público em geral. São ofertados mais de 80 serviços gratuitos, disponibilizados pelos órgãos e entidades parceiras do Estado, como espaços para atividades esportivas; salas de audiovisual e inclusão digital; atendimento médico e odontológico; consultoria jurídica; emissão de documentos; ações de segurança; capacitação técnica e profissionalizante; espaço multiuso para feiras, eventos e encontros da comunidade.

Ministrante do curso entrega certificado para alunaTambém há espaços para cursos livres e de dança, teatro, robótica, artes marciais, musicalização e biblioteca. Além disso, é disponibilizado pela Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa) sinal de wi-fi gratuito para os moradores que vivem próximo à Usina da Paz.

O complexo funciona de terça-feira a sexta-feira, das 8h às 22h, aos sábados e domingos, das 8h às 18h.

Por Elizabeth Teixeira (SEAC)