Estado firma Protocolo de Intenções para instalar fábrica de perfis de alumínio no Pará

15/12/2021 19h03 - Atualizada em 15/12/2021 19h20

O Governo do Pará, por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), de Administração Penitenciária (Seap) e da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), acaba de firmar um Protocolo de Intenções com a empresa catarinense IBRAP (Indústria Brasileira de Alumínio e Plástico), para a instalação de fábrica de perfis de alumínio no Estado, contribuindo com a verticalização da cadeia mineral da bauxita, a partir do alumínio líquido.

O acordo foi celebrado durante visita da comitiva do governo paraense, formada pelo Secretário Adjunto da Sedeme, Carlos Ledo; pelo titular da Seap, Jarbas Vasconcelos; e pelo diretor de Atração de Investimentos e Negócios da Codec, Manoel Ibiapina, ao Estado do Sul do país, encerrada nesta quarta-feira (15). Na programação, a equipe visitou a fábrica da empresa, localizada no município de Urussanga, e participou de um workshop de apresentação do projeto de verticalização do alumínio no Pará. 

“Nessa agenda, a equipe do governo do Estado, com participação da Sedeme, teve a oportunidade de conhecer a planta da IBRAP, de fabricação de alumínio, e também um pouco do trabalho que é desenvolvido com a mão de obra penitenciária no município de Criciúma, com vistas a utilizar esse modelo como exemplo no Pará. A viagem teve por objetivo compreender todo o processo que resultou neste projeto para trazer essa experiência ao Pará. Agora, a partir do Protocolo de Intenções, vamos acompanhar todo o processo de instalação da empresa, apoiando o processo de obtenção do licenciamento ambiental, avaliando a concessão de incentivos fiscais e atuando na garantia do fornecimento do alumínio líquido, que será essencial para a viabilização. Este é mais um exemplo claro de que estamos comprometidos com o desenvolvimento econômico do Estado, seguindo determinação do nosso governador Helder Barbalho”, explica o titular da Sedeme, José Fernando Gomes Júnior. 

Protocolo - Celebrado entre Sedeme, Seap, Codec, Ibrap e Hydro Alunorte, o documento estabelece o compromisso da IBRAP de realizar o processo de fabricação de tarugos, perfilados e esquadrias em alumínio no Estado do Pará, com um investimento de R$ 80 milhões na instalação de duas unidades produtivas em Barcarena, na região nordeste do Estado, e uma unidade produtiva dedicada à fabricação de esquadrias em alumínio e produtos de construção civil no município de Santa Izabel do Pará, próxima à unidade prisional de Americano. 

O protocolo estabelece a necessidade de contribuição da empresa com a Secretaria de Administração Penitenciária em expor experiências e trabalhar com mão de obra de reeducandos do sistema prisional no setor privado de manufatura. O documento assegura, ainda, a utilização de mão de obra carcerária neste processo e estabelece o fornecimento de perfis em alumínio beneficiado e/ou natural para terceiros, a fim de promover o incremento e a popularização da manufatura da cadeia de alumínio no estado e municípios.

Com o acordo, a expectativa é de que sejam gerados mais de 700 empregos diretos, temporários e com reeducandos do sistema prisional e aproximadamente 2.800 indiretos envolvidos na cadeia de produção industrial.

Sinergia - Carlos Ledo, secretário adjunto da Sedeme, e Manoel Ibiapina, diretor de Atração de Investimentos e Negócios da Codec, foram unânimes ao afirmarem que a sinergia entre as instituições do Governo do Estado foi fundamental para que o Protocolo fosse celebrado, destacando a importância da atuação da equipe de desenvolvimento econômico da gestão estadual em tratativas como essa, que foi iniciada em 2019 e que agora resulta em um compromisso promissor para a economia do Pará. 

Expectativa - Segundo Jarbas Vasconcelos, titular da Seap, com a visita a SC, o Pará construiu a ponte que faltava para que a IBRAP possa começar a operar no Estado, com previsão para setembro de 2023.  

“A nossa visita foi importante por vários motivos, primeiro porque estavam presentes representantes da Hydro, da Codec, da Sedeme, da Seap e da Ibrap, que é interessada em investir no Pará e eu acredito agora nós construímos a ponte que faltava para que a empresa possa começar a operar. O Protocolo assinado celebra o entendimento entre as partes e, principalmente, as empresas, o que vai permitir que a Ibrap transforme o alumínio líquido em tarugo, em Barcarena, e em perfis de alumínio, na colônia agrícola penal de Santa Izabel, que faz parte do nosso complexo de Americano”, explicou. 

Ainda segundo o secretário, o acordo e a visita são históricos porque ambos têm o objetivo de trazer a verticalização da cadeia do alumínio ao Pará, o que, segundo ele, é uma esperança que se cultiva há mais de 40 anos. “Essa é uma esperança que vai se tornar realidade por via transversa, por meio do Sistema Prisional, irmanado à Secretaria que gere o desenvolvimento econômico do Estado, que é a Sedeme, e em parceria com a Codec, então estamos muito satisfeitos”, complementou o titular da Seap.

Texto: Igor Nascimento (Ascom/Sedeme)

Por Governo do Pará (SECOM)