PCT Guamá recebe visita de representantes da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil

Comitiva cumpre agenda oficial em Belém, esta semana, e conheceu as iniciativas e projetos desenvolvidos no Parque de Ciência e Tecnologia (PCT) Guamá

08/12/2021 12h20 - Atualizada em 08/12/2021 13h09

No PCT Guamá, o diretor presidente da Fundação Guamá, Rodrigo Quites (à esquerda) conversa com os representantes da Embaixada Na manhã desta quarta (8), o Parque de Ciência e Tecnologia (PCT) Guamá recebeu a visita de representantes da Embaixada dos Unidos no Brasil, que estão em Belém cumprindo uma agenda de acompanhamento de projetos e de prospecção de parcerias para o período de 2022/2023.

A especialista de assuntos culturais da Embaixada, Karla Carneiro; e o coordenador de assuntos alumni, (assuntos referentes a alunos), Fernando Costa; foram recebidos pelo diretor presidente da Fundação Guamá, Rodrigo Quites.

No encontro foram discutidas algumas possibilidades de parcerias em pautas socioambientais, de educação, de empreendedorismo e de ciência, com possibilidade de interface com as diversas iniciativas residentes no parque tecnológico, envolvendo desde a Escola de Ensino Técnico do Estado do Pará (Eetepa) Dr. Celso Malcher, ligada à Sectet, até as empresas e laboratórios de pesquisa e desenvolvimento instalados.

Aos representantes da Embaixada, além de destacar as principais ações do PCT Guamá, Quites pontuou o crescente recurso estadual que vem sendo destinado para o desenvolvimento do empreendedorismo inovador. “Há um ano o ecossistema de inovação se beneficia da Lei Complementar nº 133, que destina pelo menos 20% dos recursos da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem) para atividades relativas ao desenvolvimento científico e tecnológico”, informou aos visitantes. 

Os representantes da embaixada reafirmaram o interesse em colaborar em áreas diversas, com foco em empreendedorismo e educação. "Estamos procurando novos parceiros para desenvolver projetos já entrando nas nossas diretrizes de empoderamento feminino, trabalho no campo de STEM (acrônimo formado pelas iniciais das palavras ciência, tecnologia, engenharia e matemática, em inglês), também atuando em formação e desenvolvimento de lideranças. Principalmente trabalhando nesse eixo Norte do Brasil, que a gente verifica que é uma área de muito interesse da missão diplomática do Departamento de Estado como um todo ", pontuou o coordenador Fernando Costa.

A aproximação institucional do PCT Guamá com a Embaixada dos Estados Unidos começou antes da pandemia, em 2019, com uma visita da adida cultural-adjunta e responsável pela região Norte do Brasil no Departamento de Educação, Cultura e Imprensa da Embaixada, Julia McKay.

Por Juliane Frazão (PCTGuamá)