Segurança Pública do Pará participa de solenidade em alusão aos 17 anos de criação da Força Nacional

29/11/2021 18h58 - Atualizada em 29/11/2021 19h13

Nesta segunda-feira (29), celebra-se a criação da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP), vinculada à Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), que neste ano comemora 17 anos de atuação em defesa da segurança de toda a Nação. Gestores das forças de segurança do Pará receberam honrarias concedidas em reconhecimento da prestação de serviços relevantes à FNSP durante cerimônia realizada em Brasília, Distrito Federal.

Durante a solenidade, ocorrida no Batalhão Escola de Pronto Emprego (Bepe), localizado no Setor Sul do Gama (DF), foi concedida a honraria Medalha do Mérito da Força Nacional – Soldado Luis Pedro de Souza Gomes para o secretário em exercício da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), coronel Alexandre Mascarenhas.

Criada em novembro de 2018, a honraria concedida em ato do Ministro de Estado de Segurança Pública, compreende as categorias Honra Federativa, Distinção Federativa e Pacto Federativo. A honraria é oferecida aos profissionais da segurança pública e autoridades. Segundo o representante da Segurança Pública, o Pará tem contribuído com a Força Nacional através do pacto federativo com a concessão de servidores das forças de segurança estaduais para compor o programa.

Coronel Alexandre Mascarenhas“Todos os entes federativos do Brasil estão integrados e irmanados para combater a criminalidade em todo o território nacional. Com isso conseguimos integrar todas as unidades federativas aqui na Força Nacional onde os nossos servidores obtém experiência e recebem capacitação e podem retornar para os estados também qualificados. Em contrapartida, a União através da Força Nacional e do Senasp também doa material bélico e materiais que são usados pelas forças de segurança do Estado para combater a criminalidade do nosso território estadual”, destacou Mascarenhas.

Além do titular em exercício da Segup, receberam a medalha o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Dilson Júnior; delegado-geral da Polícia Civil, delegado Walter Resende; comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Hayman Souza, e o diretor-geral do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC), Celso Mascarenhas. 

O diretor-geral do CPCRC salienta a colaboração mútua que tem ocorrido nos últimos anos entre o Estado e a Força Nacional. “A parceria do governo do Estado do Pará com a Força Nacional vem de vários anos, fornecemos peritos criminais com as suas expertises e somos revestidos em serviços e ações que o Pará sempre recebe. Só temos a agradecer”, disse.

Sobre a Força Nacional

Criada em 29 de novembro de 2004, a Força Nacional de Segurança Pública é um programa de cooperação entre os estados-membros e a União Federal, a fim de executar, através de convênio, atividades e serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública, à segurança das pessoas e do patrimônio, atuando também em situações de emergência e calamidades públicas.

Ela foi inspirada no modelo da Organização das Nações Unidas (ONU) de intervenção para a paz, ou seja, o desenho organizacional das missões de paz das Nações Unidas, cuja atuação se baseia na cooperação entre países-membros para a resolução de conflitos. As características de formatação e atuação da Força Nacional de Segurança Pública consolidaram seu lema "Preparados para Tudo", que exige a utilização de capacidades e recursos para atuar em situações diversas e complexas dentro do contexto de segurança pública.

É uma tropa de “pronta-resposta” sediada em Brasília (DF), no Batalhão Escola de Pronto-Emprego (Bepe), o qual conta com profissionais capacitados e em condições de agirem imediatamente.

Texto: André Macedo (Ascom/Segup) com colaboração de Alexandre Cunha (Ascom/CPC RC)

Por Aline Saavedra (SEMAS)