Emater e Embrapa alinham estratégias para fomento da produção rural do Pará em 2022

26/11/2021 16h07

Com o objetivo de dialogar sobre ações conjuntas para possibilitar a difusão de inovação tecnologia para fomentar a produção rural paraense em 2022, o presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará, Rosival Possidônio, esteve reunido nesta sexta-feira (26) com o chefe-geral da Embrapa Amazônia Oriental, Walkymário de Paulo Lemos, no Escritório Central do órgão estadual, em Marituba, na Região Metropolitana de Belém.

Foi a primeira reunião entre os gestores, ambos assumiram os postos no segundo semestre deste ano, e a expectativa é tratar de estratégias para que as duas instituições possam atuar em uma parceria ainda mais eficiente, para levar novas tecnologias aos agricultores familiares.

"É de nosso interesse fazer esse diálogo com a instituição, para estreitar ainda mais o trabalho conjunto, em prol das comunidades do campo, um intercâmbio de ações e de conhecimento para atender a população rural", afirmou Rosival Possidônio, titular da Emater.

Entre as ações da atuação bilateral Emater/Embrapa, está o sistema Agrotag, ferramenta especialmente customizada pela instituição de pesquisa  para o programa estadual Territórios Sustentáveis, que  é utilizada pelos agentes de ATER,  para diagnóstico e monitoramento de unidades produtivas rurais nas regiões Sul e Sudeste do Pará.

Dentro do Projeto Territórios  Sustentáveis, que faz parte do Programa Amazônia Agora, do Governo do Pará, atuam 20 técnicos da Emater, desde agosto de 2020, no âmbito dos municípios de Água Azul do Norte, Ourilândia do Norte, Tucumã  e São Félix do Xingu.

Até outubro de 2021, a Emater já cadastrou 831 famílias como beneficiárias no projeto, das quais 450 propriedades estão aptas ao  desenvolvimento produtivo. Dentro da execução de ações foram realizadas 1.486 visitas técnicas às propriedades; foram elaborados 696 Cadastros Ambientais Rurais e retificados 492; foram assinados 386 termos de adesão ao projeto; foram aplicados 386 questionários  para o diagnóstico das propriedades e emitidas 72 declarações de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento a Agricultura Familiar-Pronaf (DAP); e foram elaborados 34 Planos de Recuperação Ambiental.

"Vamos fortalecer essa parceria. A Emater é parte fundamental para se levar a inovação ao campo. Nós da Embrapa temos um papel estratégico que é gerar, desenvolver, adaptar tecnologias que precisam chegar com qualidade ao meio rural. Tecnologias estas capazes de mudar a realidade das sociedades do campo", disse o chefe-geral da Embrapa.

Segundo Possidônio, outra reunião de alinhamento está prevista até o final do ano.

Também participaram da reunião o chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, Fábio Barbieri; o diretor técnico, Paulo Lobato, e o engenheiro agrônomo, Kleber Perotes, ambos da Emater.

A Emater do Pará atua no setor agropecuário estadual desde 1965, executando serviços especializados nas áreas de ciências agrárias e humanas, difundindo conhecimentos e informações tecnológicas no meio rural.

Texto: PaulaPortilho / Ascom Emater

 
ResponderEncaminhar

Por Governo do Pará (SECOM)