Mais de 2,7 mil professores da rede estadual iniciam capacitação para o Enem

Professores de todo o Estado participam da formação, por meio de aulas remotas no período noturno  

25/10/2021 21h12 - Atualizada em 25/10/2021 21h33

Desenvolvida por meio da Escola de Governança Pública do Estado do Pará (EGPA), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), a Formação de Professores do Ensino Médio (Forpem) iniciou as aulas presenciais e remotas nesta segunda-feira (25), prosseguindo até o dia 5 de novembro com aulas sobre desenvolvimento de competências e habilidades, a partir dos pressupostos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e avaliadas nos exames de larga escala, como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).Presencialmente, a EGPA capacita professores que atuam em escolas vinculadas ao Programa Territórios Pela Paz

“O que me trouxe ao Forpem foi a possibilidade de adquirir mais conhecimento sobre as abordagens específicas da nova BNCC, e ter aprendizados práticos sobre como inserir este conteúdo no novo ensino médio”, informou Rodrigo Trindade, professor de Matemática da Escola Agroindustrial Juscelino Kubitschek, no primeiro dia da formação. 

São 2.781 professores inscritos na formação, que divide os profissionais a partir de suas áreas de conhecimento e seus componentes curriculares: Linguagens e suas tecnologias; Matemática e suas tecnologias; Ciências da natureza e suas tecnologias; Ciências humanas e sociais aplicadas, e Redação.

TerPaz - Presencialmente, a EGPA recebe professores selecionados que atuam em escolas vinculadas ao Programa Territórios Pela Paz (TerPaz), assim como na primeira etapa da ação, em 2019. Neste ano, o diferencial é a participação de professores de todo o Estado, por meio de aulas remotas no período noturno.  

“Voltamos a trabalhar com os professores aqui na EGPA, e é muito significativo poder atender a essa demanda do TerPaz. O contato e a troca de experiências durante a capacitação permanente são muito bons, e conseguimos desenvolver isso presencialmente com alguns professores e por meio de ferramentas tecnológicas com os profissionais que atuam no interior”, destacou Evanilza Marinho, diretora-geral da Escola de Governança.

Os profissionais são capacitados em suas áreas de conhecimento Na fase de conclusão da formação, a EGPA e a Seduc preveem uma carga horária prática, em um “aulão” que atenderá aos alunos das escolas onde atuam os professores que participam presencialmente do projeto. A expectativa é de que essa ação seja realizada no próximo dia 06 de novembro.

A edição de 2019, realizada no formato presencial, formou 111 professores. Já em 2020, o Forpem foi totalmente online, certificando 823 professores.

Por Isabela Quirino (EGPA)