Projeto Girândola estende ações a mulheres em situação de vulnerabilidade social em Castanhal

O objetivo do projeto da Sejudh é estimular a auto-estima por meio de ações voltadas ao empreendedorismo, à economia solidária e à economia criativa

20/10/2021 13h49 - Atualizada em 20/10/2021 16h27

Apresentação instrumental marca o início do Projeto Girândola, em Castanhal: "Caminhos para Autonomia e Empoderamento da MulherA Secretaria de Justiça e Direitos Humanos lançou, nesta quarta-feira (20), o ‘Projeto Girândola’, em Castanhal, nordeste paraense. Com o tema “Caminhos para Autonomia e Empoderamento da Mulher”, o projeto atenderá 100 mulheres, que fazem parte da rede de serviços do município. O projeto é de responsabilidade da Coordenadoria de Integração de Políticas para as Mulheres (CIPM), vinculada à Diretoria de Cidadania e Direitos Humanos da Sejudh. 

Neste primeiro momento, duas oficinas antecederão os cursos de aperfeiçoamento profissional. Acolhimento e identidade vocacional e empreendedorismo, economia solidária e criativa serão os assuntos abordados com as participantes do projeto. “A importância do projeto consiste em atender mulheres em situação de vulnerabilidade social, violência doméstica e medidas protetivas”, afirmou a coordenadora da CIPM, Márcia Jorge. 

Projeto Girândola, em Castanhal, é executado em parceria com a Secretaria de Assistência Social, Conselho e |Procuradoria da MulherEm parceria com a Secretaria de Assistência Social, Conselho Municipal da Mulher e Procuradoria Especial da Mulher, o projeto tem o compromisso de oportunizar às mulheres castalhalenses a perspectiva de resgate de autoestima e autonomia financeira, por meio do foco na linha do empreendedorismo.

PROJETO GIRÂNDOLA

A meta é viabilizar a inserção do público feminino no mercado de trabalho, por meio de projetos de economia solidária. O Girândola atua em municípios de regiões diversas do Pará, como Ananindeua, Castanhal, Marabá e Breves, respectivamente nas regiões nordeste, sudeste e no Marajó.

Por Gerlando Klinger (SEJUDH)