Polícia Civil prende dois homens envolvidos em crime de furto qualificado, em Ananindeua

Suspeitos utilizam um dispositivo que bloqueia o sinal de alarme e o travamento das portas do veículo, no momento em que o proprietário estaciona e aciona a trava de segurança

20/10/2021 09h13 - Atualizada em 20/10/2021 13h21

A Polícia Civil do Pará, por meio da Superintendência da Região Metropolitana, e em parceria com a delegacia do Júlia Seffer, deflagrou a chamada Operação “Sinal Bloqueado”, na última terça-feira (19), com o objetivo de dar cumprimento a dois mandados de busca e apreensão e de prisão contra dois homens suspeitos por crime de furto qualificado. A ação policial contou ainda com o apoio da Delegacia de Homicídios Metropolitana (DHM).

Durante as revistas nas residências dos investigados foram apreendidas munições de arma de fogo e um dispositivo utilizado no crime.

A ação policial foi elaborada com o objetivo de solucionar um crime de furto qualificado, no qual os criminosos utilizam um dispositivo conhecido como ‘Chapolin’ para realizar o delito. O aparelho utilizado bloqueia o sinal de alarme e o travamento das portas do veículo, no momento em que o proprietário estaciona e aciona a trava de segurança.

O crime pelo qual os dois homens estão sendo investigados ocorreu em agosto deste ano, quando os acusados furtaram um notebook do Tribunal de Justiça do Pará, bem como um token, um carimbo e alguns documentos que estavam no interior do veículo da vítima. Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso e a polícia representou pelos mandados de busca e apreensão e de prisão dos envolvidos.

O delegado Roberto Gomes, à frente da Superintendência da Região Metropolitana, comenta sobre o trabalho realizado pela Polícia Civil.

“A Operação Sinal Bloqueado foi deflagrada para o cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão. Na ocasião foram presos dois homens que praticaram o crime de furto qualificado, utilizando um dispositivo de bloqueio de sinal de travamento de portas denominado Chapolin. Os dois homens foram conduzidos para delegacia do Júlia Seffer para os procedimentos cabíveis e logo após serão encaminhados à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap)”, informou.

Texto: Com colaboração de Ana Batista

Por Rodrigo Reis (PC)