Seduc e Fundação Cultural do Pará incentivam a leitura em bairros atendidos pelo TerPaz

Mais de 6 mil exemplares foram doados às escolas estaduais em áreas assistidas pelo Programa Territórios Pela Paz (TerPaz)

23/09/2021 16h31 - Atualizada em 23/09/2021 16h51

Equipes da Seduc e Fundação Cultural do Pará alinham detalhes da 1ª etapa do projeto “Ler e Conhecer”A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) recebeu a doação de 6 mil livros da Fundação Cultural do Pará (FCP), que serão destinados às escolas estaduais situadas nos bairros atendidos pelo Programa Territórios Pela Paz (TerPaz). Neste primeiro momento, 20 espaços de aprendizagem foram beneficiados e cada um vai ganhar cerca de 300 exemplares, com obras da literatura paraense.

Esta iniciativa faz parte da 1ª etapa do projeto “Ler e Conhecer”, promovido pelo Sistema Estadual de Bibliotecas Escolares (Siebe), que é ligado diretamente à Secretaria Adjunta de Ensino da Seduc (Saen). A ação possibilitará a implementação de estratégias pedagógicas para incentivar a leitura de toda a comunidade escolar, além de fomentar o conhecimento e a democratização do acesso à informação.

Já receberam livros, entre outros bairros, escolas no Bengui e Terra Firme; Icuí-Guajará, em Ananindeua; e Novo Horizonte, em Marituba“No último dia 15 de setembro, tivemos uma reunião com os gestores das Unidades Seduc nas Escolas (USEs), diretores e equipe técnico-pedagógica, com o intuito de repassar os livros e falar sobre a correta destinação dos acervos literários nas escolas estaduais que estão inseridas no TerPaz. Nosso objetivo é que cada espaço de aprendizagem tenha uma biblioteca viva e que os livros estejam ao alcance dos alunos e de toda a comunidade do entorno, para que possamos cada vez mais fomentar o hábito pela leitura em nossa sociedade”, enfatizou a coordenadora do Sistema Estadual de Bibliotecas Escolares (Siebe), Silvia Fernandes.

As escolas que receberam os livros ficam localizadas nos bairros do Bengui Cabanagem, Guamá, Jurunas e Terra Firme (Belém), Icuí-Guajará (Ananindeua) e Novo Horizonte (Marituba). O gestor responsável pela 5ª USE, Jones Barros, ressaltou que a distribuição das obras literárias proporciona debates relevantes sobre a historiografia amazônica em geral, no sentido de contribuir para o conhecimento dos nossos alunos, além de ser um importante incentivo à leitura.

“Nós acreditamos que esta ação vem para contribuir com as nossas escolas, no sentido de oportunizar o acesso à leitura, através dos livros que lhes foram remetidos. Cabe à cada unidade realmente trabalhar a partir dessas coletâneas, inserindo os professores, alunos e toda a comunidade, para que eles possam utilizar essa literatura e a partir dela, promover a reflexão, a crítica e o pensamento sobre o espaço amazônico, uma vez que os livros contemplam na sua maioria, o debate sobre esse importante bioma brasileiro”, frisou.

*Texto de Vinícius Leal (Seduc).

Por Governo do Pará (SECOM)