'Saúde por todo o Pará' avança e chega a quarto território indígena Kayapó

18/09/2021 19h59 - Atualizada em 18/09/2021 20h40

A aldeia Turedjãm, no município de Ourilândia do Norte, foi o quarto povoado da etnia Kayapó a receber a equipe da expedição "Saúde por todo o Pará: Territórios Indígenas". Das comunidades visitadas nesta etapa da expedição destinada aos indígenas Kayapó, do Distrito Indígena Espacial (DSEI) da etnia nos municípios de Tucumã e Ourilândia do Norte, a Turedjãm é a maior em relação à quantidade populacional para atendimento, com quase 400 atualmente. 

Por isso, ao contrário das programações realizadas nos últimos dias, a aplicação de testes rápidos para detecção de covid-19, sífilis, malária, infecções sexualmente transmissíveis e outros, as avaliações multiprofissionais e consultas médicas serão feitas no sábado (19) e no domingo (20). 

Realizada pelas equipes técnicas da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR) e pesquisadores da Universidade Federal do Pará (UFPA), a assistência aos Kayapó em Turedjãm chegou a 175 a marca de 650 atendimentos. 

Apoiador técnico no pólo Tucumã do DSEI Kaiapó há 12 anos, Fabiano Soares vem acompanhando o expedição desde a  aldeia Mojdjãm - a primeira atendida nesta edição que, segundo ele, trará benefícios para não só para os indígenas, como todos os envolvidos na assistência a esses povos 

"Essa parceria com a Sespa está sendo bastante satisfatória. Além dos indígenas como principais beneficiados com diferentes serviços de saúde. Com os resultados sendo liberados no mesmo dia, os encaminhamentos médicos também são entregues, o que facilita nosso trabalho e é também um acolhimento dessas equipes locais", declarou o profissional. 

Além dos Kayapó, a expedição Saúde por todo o Pará: Territórios Indígenas tem programação para atendimentos a outras etnias: Xikrin do Bacajá (13 e 23 de outubro); Parakanã (8 a 13 de novembro); e Munduruku (17 a 25 de novembro).

Por Marcelo Leite (HC)