Adepará promove reunião técnica, em Óbidos, com servidores da autarquia no oeste do Pará

O objetivo é tratar de temas relacionados ao trabalho de defesa da instituição para garantir a segurança sanitária de produtos de origem animal

31/08/2021 13h54 - Atualizada em 31/08/2021 17h09

Servidores em reunião de trabalho no escritório da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), em Óbidos, no oeste do ParáO sistema de supervisão e auditoria QualiSV, o projeto de Agulha Oficial do programa da Brucelose para reduzir o índice de inadimplência e a atualização das propriedades de maior risco para febre aftosa foram alguns dos temas abordados na reunião técnica, desta segunda-feira (30), no município de Óbidos, oeste do Pará, no escritório da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará).

Gerente de Defesa Animal da Adepará, Melanie Castro falou, durante a reunião, sobre a importância dessas reuniões nos escritórios das regionais: “Nesta oportunidade realizamos uma grande reunião técnica abordando temas de grande importância para o nosso trabalho de defesa animal. Entendemos que é importante que essas reuniões não fiquem restritas apenas na sede, que sejam tratadas também nos demais municípios, pois assim conseguimos resolver muitas questões que, por vezes, são peculiares de cada localidade, como as necessidades apontadas pelos servidores de melhorar a estrutura da unidade para execução das atividades”, avalia a gerente.

Na pauta também estiveram as atividades de educação sanitária, notificações passivas e a importância das notificações serem registradas no Sisbravet. 

Houve troca de experiências e sugestões de melhorias para o trabalho dos servidores da autarquia, além da atualização cadastral da equipe de servidores da regional.

Também participaram da reunião a gerente do Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, Samyra Albuquerque; a gerente do Programa de Sanidade Equidea, Elaine Sertão; a gerente do Programa Estadual de Controle da Brucelose e Tuberculose, Márcia Penna; e a gerente de Epidemiologia,, Ana Paula Beckman.

Por Manuela Viana (ADEPARÁ)