Emater capacita pequenos produtores de gado leiteiro para realizar inseminação artificial

Expectativa é de que os 10 produtores atendidos com o curso, possam aplicar a técnica nos animais de suas propriedades e alcançar também,  indiretamente, outros produtores da comunidade  

30/08/2021 17h13 - Atualizada em 30/08/2021 17h55

Dez pequenos produtores de gado leiteiro do Projeto de Assentamento Hermínio Brito, atendidos pelo Escritório Local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em Cumaru do Norte, região Sudeste do Pará, participaram, este mês, de 3 dias de treinamento sobre inseminação artificial.

Situado a 100 quilômetros da sede de Cumarú, os produtores do projeto de assentamento já possuem a tradição da criação de bovinos para a produção de leite, mas buscaram apoio técnico da Emater para a melhoria do plantel e de sua produção, sendo inseridos no Plano de Assistência Técnica e Extensão Rural (Proater), como explica o chefe do escritório local da Emater no município, Ismael Bastos.

“No diagnóstico percebemos que, em sua maioria, os produtores tinham propriedades pequenas com um número excessivo de matrizes e a produção leiteira muito baixa. Então levamos o curso para comunidade, pois a Emater tem o objetivo de contribuir para que os produtores desenvolvam a atividade de forma sustentável”, destacou.

A criação de gado leiteiro de forma sustentável incentiva a melhoria genética das matrizes, pois os produtores terão uma quantidade menor de animais, só que mais produtivos; promovendo o menos desgaste do solo e também menos despesas com a alimentação; o que melhora a produção de leite e reduz os custos.

O curso foi ministrado pelo médico veterinário, Darllan Fernandes, do escritório Regional da Emater em Conceição do Araguaia, e teve o objetivo de capacitar os 10 produtores para que eles mesmos possam vir a realizar a inseminação artificial em seus animais, melhorando geneticamente o plantel.

O produtor Naldo Aguiar tem sua propriedade no Projeto de Assentamento Hermínio Brito há 15 anos. Ele está otimista com o que aprendeu no curso e pretende implementar na sua propriedade, onde já possui 20 matrizes. "O meu gado ainda é um pouco mestiço, um pouco comum, mas com a inseminação artificial, a gente pretende melhorar a qualidade desse gado. Então se hoje com as vacas que eu tenho eu produzo 50 litros, com animais melhores geneticamente, eu acredito que posso até dobrar essa produção”, acredita o produtor.

A expectativa é de que os 10 produtores atendidos com o curso, possam aplicar a técnica nos animais de suas propriedades e alcançar também,  indiretamente, outros produtores da comunidade  como multiplicadores de conhecimento.

Parceria

O curso de inseminação foi uma das primeiras ações da Emater, após a reativação da Associação dos Pequenos Produtores Rurais da Colônia Serra Azul, Vale de Bênção, que reúne produtores do PA Herminio Brito. Tanto o curso, quanto a retomada da Associação contaram com o apoio do Escritório Regional da Emater em Conceição do Araguaia, da Câmara Municipal e da prefeitura de Cumaru do Norte.

 Texto: Etiene Andrade (Ascom/ Emater)

Por Governo do Pará (SECOM)