Moradores do bairro do Icuí-Guajará visitam obras da Usina da Paz, em Ananindeua

A ação faz parte das comemorações de dois anos de atuação do Programa TerPaz no bairro e objetiva estreitar, ainda mais, os laços sociais com a comunidade  

29/07/2021 16h33 - Atualizada em 29/07/2021 16h56

Moradores do bairro Icuí-Guajará e representantes da Diretoria das UsiPaz em visita às obras da 'Usina', no município de AnanindeuaFeliz. Esse foi o sentimento evidenciado pela moradora Rosilene Rivas, que mora há 20 anos no Icuí-Guajará, em Ananindeua. Ela foi uma das pessoas escolhidas para participar da visita ao canteiro de obras da Usina da Paz, no bairro, nesta quinta-feira (29). 

"Para mim é muito importante ter participado dessa visita, essa é uma obra grandiosa, eu estou muito feliz, esse complexo só vai melhorar ainda mais os serviços que já estão sendo implantados aqui no bairro, na área da saúde, educação e segurança’’, disse a moradora Rosiele Rivas.

A visita ocorreu na manhã desta quinta-feira (29) com a participação de representantes da Diretoria das Usinas da Paz e do Núcleo de Articulação da Cidadania (Nac), da Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac), e guiada pelo engenheiro da Vale, responsável pela obra, Bruno Freire. Os moradores receberam as instruções iniciais para entrar na obra e informações a respeito do avanço da construção que está na etapa final.

Gestora do Território da Paz, Delma Braga: "A Usina veio para somar e intensificar os serviços que já vinham sendo realizados no TerPaz’’"Hoje nós comemoramos dois anos da entrada do programa Territórios Pela Paz (TerPaz) aqui na comunidade, onde levamos serviços e políticas públicas e para comemorar esse dia tão especial, trouxemos os moradores para que eles pudessem ver como está o andamento dessa obra, a Usina veio para somar e intensificar os serviços que já vinham sendo realizados pelo TerPaz’’, ressaltou a gestora do Território da Paz, Delma Braga.

A diretora da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Maria de Nazaré Marques Rios, no bairro do Icuí-Guajará, Rosa Teixeira, também participou da visita. "Essa Usina vai trazer muitos benefícios para a comunidade, eu como diretora escolar fico muito feliz em saber que as nossas crianças e adolescentes vão ter um espaço para realizar vários serviços, como na área da educação, esporte e lazer’’, afirmou a diretora. 

Morador do Icuí-Guajará há 22 anos, Ariosnaldo Serra, o Pai Naldo de Oxofé, relembrou como estava o bairro antes da chegada do TerPaz. "Aqui era considerado uma área ‘vermelha’, ou seja, muito perigosa, mas hoje a realidade é outra, graças a essa política voltada para a comunidade. Antes as pessoas tinham medo de vir aqui, mas agora eles se sentem mais seguros em visitar o bairro’’, afirmou o Pai Naldo de Oxofé. 

Trabalhadores a todo vapor no canteiro de obras da UsiPaz do Icuí-Guajará, que tem prazo de entrega até o final do ano de 2021 As obras no Icuí-Guajará estão sendo executadas em parceria com a empresa Vale, que está arcando integralmente com os custos. O Governo não receberá nenhum recurso econômico, mas receberá a Usina pronta e equipada. A previsão é que o equipamento público seja entregue até o final do ano.

Parceria

A Usina da Paz é um projeto integrado ao programa estadual Territórios Pela Paz, elaborado pelo Governo do Pará e coordenado pela Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac), em parceria com a iniciativa privada. O propósito é a construção de 10 Usinas na Região Metropolitana de Belém, e no sudeste do Estado.

Serviços

Entre os espaços, as UsiPaz terão complexos esportivos, salas de audiovisual, espaços de inclusão digital e vários serviços, como atendimento médico e odontológico, consultoria jurídica, emissão de documentos, ações de segurança, capacitação técnica e profissionalizante, espaço multiuso para feiras, eventos e encontros da comunidade. Também haverá espaços para cursos livres e de dança, teatro, robótica, artes marciais, musicalização e biblioteca.

Por Elizabeth Teixeira (SEAC)