Em Belém, Secretarias firmam plano de serviços para as Usinas da Paz

Durante o encontro, gestores alinharam os serviços e projetos das secretarias e fundações participantes do TerPaz que serão oferecidos, em breve, à população nas UsiPaz

16/07/2021 12h02 - Atualizada em 16/07/2021 13h18

Representantes da Câmara Técnica Intersetorial do programa estadual Territórios pela Paz (TerPaz) e da Diretoria da Usinas da Paz, da Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac) se reuniram, na manhã desta sexta-feira (16), no auditório da Casa Civil, em Belém, para dar seguimento ao plano de serviços que serão implementados nas Usinas da Paz da região metropolitana de Belém e região sudeste do Estado.

“Estamos organizando, junto as secretarias e fundações, desde novembro de 2020, os serviços públicos que serão disponibilizados nas USIPAZ, sempre destacando o caráter definitivo, permanente, orgânico e estratégico desses serviços, cuja responsabilização institucional é das secretarias fundações e órgãos. A definição e diretriz traçada pelo governador Helder Barbalho tem sido a de entrar nos Territórios e permanecer, não sair, não frustrar a expectativa das comunidades locais dos Territórios. Decorre dessa determinação governamental que as secretarias e órgãos do estado devem instalar ‘postos’ definitivos de atendimento, para o que devem organizar toda a infraestrutura necessária para seu funcionamento. Recurso humanos, orçamentários e financeiros, logísticas, insumos, por exemplo, foi isso que verificamos em detalhes na reunião de hoje”, comentou Julio Alejandro Quezada Jélvez, coordenador da CTI e diretor geral do Núcleo de Relações Institucionais da Seac.

Representantes das secretarias participantes do TerPaz confirmaram o plano de serviços das UsipAZCom previsão para serem entregues já neste segundo semestre de 2021, as UsiPaz terão complexos esportivos, salas de audiovisual, espaços de inclusão digital e vários serviços que serão oferecidos gratuitamente à população dos territórios do TerPaz: Cabanagem e Benguí, em Belém, no Icuí-Guajará, em Ananindeua e Nova União/São Francisco, em Marituba, além das cidades de Parauapebas e Canaã dos Carajás, na região sudeste do Estado. Assim como nos territórios do Guamá, Jurunas/Condor e Terra Firme.

Serão ofertados diversos serviços do Estado como atendimento médico e odontológico, consultoria jurídica, emissão de documentos, ações de segurança, capacitação técnica e profissionalizante, espaço multiuso para feiras, eventos e encontros da comunidade. Também haverá espaços para cursos livres e de dança, teatro, robótica, artes marciais, musicalização e biblioteca.

Diretor das Usinas da Paz, Coronel Marcos Lopes, atualizou o cronograma de entrega das Usinas.O diretor das Usinas da Paz, Coronel Marcos Lopes, apresentou o cronograma de entrega das Usinas e reforçou a importância da integração das secretarias para a realização desse grande projeto do Governo do Estado. “Nós estamos praticamente numa culminância para a inauguração das Usinas, todo aquele trabalho que nós estamos realizando há dois anos e meio, desde o início, procurando terreno, começando as construções e as relações com as secretarias. Isso foi avançando e agora já é possível visualizar a data exata da entrega dessas usinas pelo vale. A Vale vai nos entregar a Usina da Cabanagem em setembro e Icuí, também em setembro de 2021. E para isto, a reunião com as secretarias que compõe o TerPaz é de fundamental importância para que cada uma analise o seu espaço e verifique se há a necessidade de complementação de equipamentos, de material e acompanhar daqui para frente a evolução das obras e a montagem dos seus serviços, a área da biblioteca, da saúde, de modo que a gente possa ter em setembro essa usina completamente montada e pronta para receber a população”, disse.

 

Por Paulo Garcia (SEAC)