Governo assina termo que garante a 186 produtores espaços de comercialização na Ceasa de Castanhal

13/07/2021 21h13 - Atualizada em 13/07/2021 21h47

Quase 200 produtores rurais de Castanhal, que tem como base a agricultura familiar, foram contemplados nesta terça-feira (13), com a assinatura do Termo de Comodato, celebrado entre o Governo do Estado através das Centrais de Abastecimento do Pará (CEASA-PA) e a Associação Feira do Produtor Rural em Castanhal (AFEPRUC). O documento foi assinado pelo Governador, Helder Barbalho, o diretor presidente da CEASA, Scaff Filho e o presidente da  associação, Reinaldo Silva. O ato fez parte da cerimônia de entrega da nova Avenida Brasil. O termo é referente a unidade regional da CEASA/PA, voltada à agricultura familiar, localizado na Tv. Comandante Assis, 2922.

Em uma área de 2.400 m², os produtores rurais da região do salgado, fazem a comercialização de sua produção, tendo o apoio do Governo do Estado do Pará, contribuindo com um cenário mais produtivo para a agricultura familiar. 

Na ocasião foi iniciada a entrega de Certificação para comercialização no espaço da CEASA em Castanhal para os produtores rurais. Scaff Filho destacou que se trata de segurança para o produtor da agricultura familiar. "Aqui em Castanhal quem utiliza os espaços na CEASA são os produtores da agricultura familiar, eles estavam de uma forma indevida, mas agora, com o acordo de comodato, está regularizado o espaço para eles utilizarem e também um certificado individual para cada produtor, com isso eles saberão qual sua respectiva área na CEASA Castanhal", destacou.

A convocação de um novo tempo é ressaltada pelo presidente da Afepruc, Reinaldo Silva. ele destaca que agora, terão um espaço assegurado pelo Governo para trabalhar com segurança. "Vamos poder plantar, produzir, comercializar e vender os produtos já que estamos assegurados pelo Governo" enfatiza. 

O Governador do Pará destacou a interiorização da CEASA. "Castanhal é um polo produtivo que agrega vários municípios que vivem do comércio, mas também da agricultura familiar, esse espaço é a garantia de um produto de qualidade e com custo baixo", destacou. 

Por Leonardo Nunes (SECOM)