Fasepa promoveu webinário que discutiu a aplicação da Segurança Orgânica na Socioeducação

Em parceria com a EGPA, o evento forneceu noções básicas de segurança orgânica e pessoal, aos servidores da fundação.

17/06/2021 11h13 - Atualizada em 17/06/2021 11h46

A Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), promoveu o 3ª Webinário da Fasepa, com o tema "Fundamentos de Segurança Orgânica", com 355 inscritos. O evento realizado em parceria com a Escola de Governança Pública do Estado do Pará (EGPA), nesta quarta-feira (16), e transmitido pelo canal no YouTube da Fasepa, teve o intuito de fornecer noções básicas de segurança orgânica e pessoal, para todas as categorias de servidores da fundação.

Com objetivo de prevenir riscos, o conhecimento abordado pelo webinário, irá colaborar na capacidade de evitar possíveis problemas no ambiente de trabalho e na vida pessoal dos servidores. O evento teve como moderador, o professor Lucílio Neves, e como palestrantes o Doutor em Ciências, Especialista em Gestão Estratégica em Defesa Social e Assessor da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SEGUP/PA), Wando Dias, e o Professor e Doutorando em Geografia, Roberto Magno Reis.

Wando Dias, um dos palestrantes do webinário."A segurança orgânica, em alguns casos, chama-se segurança institucional. Ela não está presente somente no nosso ambiente profissional, mas também, no nosso ambiente diário, doméstico, nas nossas relações sociais, que são procedimentos e normas para reduzir os riscos que estão à nossa volta. Para nós, que trabalhamos dentro do aspecto da socioeducação, isto é fundamental, pois nós, de forma geral, acabamos criando certos vícios e esses vícios, acabam influenciando negativamente situações que podem nos colocar em risco", ressaltou Wando Dias.

O assunto abordado no webinário está dentro do conceito de segurança pública, e que também, está ligada diretamente em qualquer tipo de serviço público. O Professor Roberto Magno Reis, destacou justamente esta ligação entre a segurança e o serviço público, e como a segurança orgânica é importante, tanto para os prestadores de serviço público, quanto para o próprio órgão onde é desempenhada as funções.

"Às vezes pensamos que a segurança orgânica está completamente afastada das nossas atribuições funcionais, afastada até mesmo da legislação, dentro da qual, a gente prestou concurso, às vezes a gente não enxerga que isso é inerente à nossa postura, à nossa função. Pouco importa o cargo que nós ocupemos, ou a função temporária, ou definitivamente que nós estejamos desempenhando, cuidar da segurança, é um dever de todos nós como servidores públicos", enfatizou Roberto Magno Reis.      

Qualificação Profissional

O presidente da Fasepa, Luiz Celso, também participou da programação.A programação veio para fortalecer as ações institucionais voltadas à qualificação dos servidores, segundo o presidente da Fasepa, Luís Celso da Silva. “Estimamos que o momento formativo possa provocar e proporcionar aos servidores, uma segurança pessoal estratégica dentro dos nossos espaços socioeducativos e para a nossa vivência em sociedade também”, disse o presidente.

Quando se fala em segurança na socioeducação, logo é relacionado à função da monitoria, que tem papel fundamental para a garantia de um atendimento com qualidade. É possível evidenciar a importância do tema abordado na fala da monitora do Centro Socioeducativo do Baixo Amazonas (CSEBA), de Santarém, Ivanilda da Cruz, quando diz que, "o conteúdo foi abordado com muito êxito. O tema, em si só, colabora ainda mais para a ampla visão da segurança, tanto para o pessoal quanto para o profissional, bastante útil".


Texto: Eduardo Quemel (Ascom/Fasepa)

Por Governo do Pará (SECOM)