Estado entrega alimentos para 50 famílias em dois bairros de Ananindeua

Pessoas que têm dificuldade em alimentar suas famílias estão sendo assistidas pelo governo durante a pandemia

16/06/2021 19h27 - Atualizada em 16/06/2021 20h28

O ouvidor-geral Arthur Houat (e) e a primeira-dama Daniela Barbalho durante a entrega de mais alimentos em AnanindeuaCom o objetivo de amenizar os impactos da pandemia de Covid-19, o Governo do Pará vem entregando de cestas de alimentos a dezenas de famílias em situação de vulnerabilidade. Nesta quarta-feira (16), os alimentos chegaram para 50 famílias dos bairros Águas Lindas e Águas Brancas, em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém (RMB). O ato contou com a participação da primeira-dama Daniela Barbalho e do ouvidor-geral do Estado, Arthur Houat.

Daniela Barbalho reforçou a necessidade da união para enfrentar as consequências da pandemia "A gente precisa estender a mão amiga do Estado. Estar nessa comunidade, mais próxima das pessoas, é uma forma de a gente estar junto e dizer 'vamos vencer o coronavírus. Sabemos dos impactos econômicos que a pandemia tem causado, e vamos nos fazer presentes'. Juntos, vamos vencer!", reforçou a primeira-dama.

O governo, com a doação de cestas básicas, contribui com o abastecimento de alimentos para espaços de acolhimento de idosos, crianças, adultos e pessoas em situação de rua.A meta do governo é entregar mais de mil cestas de alimentos

Compartilhar - Trabalhando como catadora, Maria Rosalina reside no bairro Águas Lindas há 40 anos. Ela contou que vive como uma família numerosa, por isso as doações são sempre compartilhadas. "Eu venho aqui para a comunidade desde pequena; minha mãe já me trazia. Aqui um ajuda o outro. Somos uma família. Eu estou muito feliz com essa doação. Vai ajudar meu filho e meu marido, e ainda divido com os meus vizinhos. Agradeço a Deus por isso", disse Maria. 

A entrega das cestas de alimentos é realizada pela Ouvidoria-Geral do Estado (OGE), em parceria com a Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), que vem trabalhando para reduzir os impactos econômicos e sociais provocados pela pandemia. Até o final desta semana, o objetivo é entregar mais de mil cestas para famílias em situação de vulnerabilidade na RMB.A população mais vulnerável, que sofre os maiores impactos da pandemia, vem sendo acolhida pelo Estado

Por Camila Santos (SEASTER)