Programa Territórios pela Paz beneficia moradores do bairro do Jurunas, em Belém

Emissão de 1ª e a 2ª vias da certidão de nascimento e a 2ª via da certidão de óbito foram alguns dos serviços oferecidos nesta quarta-feira (09).

09/06/2021 14h34 - Atualizada em 09/06/2021 15h29

A dona de casa Larissa Oliveira, mãe de dois filhos, aproveitou a ação ‘’Meu Registro’’ para tirar a 1ª via de um deles, que tem apenas 3 meses de vida. A iniciativa foi realizada na manhã desta quarta-feira (09), na Escola Estadual Professora Placídia Cardoso, no bairro do Jurunas, em Belém, e ofereceu à comunidade serviços como a emissão da 1ª e a 2ª vias da certidão de nascimento e a 2ª via da certidão de óbito. 

Larissa‘’É muito importante que tenha esse tipo de projeto aqui no bairro do Jurunas, eu ainda não tinha tido condições de ir até um cartório para registrar o meu bebê, e quando soube que poderia fazer aqui, não perdi a oportunidade’’ disse Larissa.

A ação social foi promovida pela Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac), em parceria da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster).

“O principal objetivo é ir em busca desse público vulnerável, no bairro do Jurunas, no qual estamos hoje, para identificar essas crianças que ainda não foram registradas, ou seja, o primeiro registro ainda não aconteceu, e além disso, também é realizado atendimento para retirar a segunda via da certidão, já que acontece muito extravio desse documento”, ressaltou a gerente de Promoção da Gratuidade do Registro Civil de Nascimento da Seaster, Regina de Almeida. Marcos ViníciosDurante a ação também foi realizado o serviço de avaliação nutricional. “Além de retirar a 1ª e a 2ª vias da certidão de nascimento e da 2ª via da certidão de óbito, os moradores do bairro do Jurunas também puderam contar com a avaliação nutricional, que é de extrema importância nesse período pandêmico, quando as pessoas precisam estar ainda mais atentas com a saúde’’ disse a Gestora do Território do Jurunas, Delma Braga. 

Além de tirar a 2ª via da certidão de nascimento, o vendedor Henrique Hinglis aproveitou para realizar a avaliação nutricional. ‘’Eu acho que esses serviços ofertados pelo governo são de extrema importância para a comunidade, além do documento, eu aproveitei para fazer a avaliação nutricional, para manter a saúde em dia’’, afirmou. 

A estudante de psicologia Maria do Socorro Santa Rosa, de 53 anos, foi tirar a 2ª via da certidão de Nascimento, já que teve o documento extraviado. ‘’Eu aproveitei para tirar a segunda via da minha certidão de nascimento, já que fui em um cartório e me informaram que teria que pagar trezentos reais e no momento não tenho toda essa quantia’’, afirmou a estudante.

Desempregado há quase 2 meses, o engenheiro civil Marcos Tavares foi à escola em busca da 2ª via da certidão de nascimento, pois o documento atual está deteriorado. ‘’Essa ação veio em boa hora, já que no momento estou sem emprego e precisava tirar esse documento’’, ressaltou. 

A próxima ação do "Meu Registro" vai ocorrer nesta quinta-feira (10), no Centro Comunitário São Francisco, na Quinta Rua com a Travessa 10, no bairro São Francisco em Marituba; no próximo dia 15 na Escola Paulo Mendes, no bairro do Icuí Guajará, em Ananindeua; e no dia 16 na Escola Municipal Parque Amazônia, no bairro da Terra Firme. O horário de atendimento é das 9h às 12h. 

Veja a documentação necessária para obter novos documentos: 

Certidão de Nascimento (1ª via):

- Declaração de nascido vivo;

- Registro administrativo de nascimento indígena;

- RG e CPF originais e cópias dos pais;

- Comprovante de residência;

- Telefone para contato.


Certidão de nascimento (2ª via):

- Cópia de certidão de nascimento original;

- Cópia do RG , CPF e NIS;

- Telefone para contato.

Certidão de óbito (2ª via):

- Cópia da certidão de óbito original;

- RG e CPF do solicitante da certidão de óbito.

Por Elizabeth Teixeira (SEAC)