Bora Belém atinge a marca de um milhão de reais repassados a famílias em vulnerabilidade

04/06/2021 23h12

Nesta sexta-feira (4), o programa de renda cidadã Bora Belém, uma cooperação entre o Governo do Pará e a Prefeitura de Belém, que disponibiliza auxílios a famílias belenenses em vulnerabilidade, chegou à marca de um milhão de reais repassados. Até as 17h30 de hoje, foram efetivamente sacados no Banco do Estado do Pará (Banpará), operador financeiro do programa, R$ 1.031.690,00, beneficiando 3.185 lares. Metade dos recursos é estadual e a outra metade, municipal.

A iniciativa de transferência de renda tem sido fundamental na vida de muitas pessoas que tiveram sua situação socioeconômica agravada por causa da pandemia. “Eu fiquei desempregada, já andei muito colocando currículo mas estou sem trabalhar no momento. E eu tenho experiência como balconista, como vendedora, com marketing de rua. Nunca tinha passado por uma crise assim”, conta Maria Santos, uma das beneficiárias contempladas com o Bora Belém.

Maria já recebeu duas parcelas do auxílio, em abril e maio. Moradora do Guamá, mãe de cinco filhos, com idades entre 20 e 9 anos e futura avó, ela sustenta sozinha a família, com quem vive em um único cômodo, cedido por familiares. “O Bora Belém tem me ajudado muito com os meus filhos. É com ele que eu compro a alimentação, o gás ou outra necessidade básica para eles, uma sandália por exemplo. Procuro investir esse valor dentro de casa", conta Maria. “Achei muito boa essa parceria do Governo e Prefeitura, de estar ajudando os mais necessitados”, pontua.

Como acessar – O objetivo do programa é repassar um total de R$ 60 milhões a 22 mil famílias belenenses já inscritas no Cadastro Único (CadÚnico), e que não estão recebendo nenhum tipo de auxílio estadual ou federal no momento. A Funpapa (Fundação Papa João XXIII), da Prefeitura de Belém, já tem os dados de todas essas famílias e, por isso, não é preciso realizar nenhum cadastro prévio para receber o benefício.

O valor do auxílio é calculado conforme a composição familiar, de acordo com três faixas: na primeira delas, mulheres com um filho recebem R$ 150; com dois e três filhos, recebem R$ 300, e com quatro ou mais filhos têm direito a R$ 450. A previsão é que cada família receba o auxílio durante um ano e oito meses.

Para liberar os recursos do Bora Belém, as equipes da Funpapa visitam as famílias para confirmar os dados cadastrais. Apenas após a checagem, a Fundação autoriza o Banpará (Banco do Estado do Pará), operador financeiro do programa, a realizar o pagamento. As famílias já visitadas podem consultar a aprovação do benefício no site do programa

Por Ádria Azevedo (IASEP)