Sectet e Unifesspa definem etapa 2021 do Programa Forma Pará

Está prevista a disponibilização de 480 vagas em dez municípios da região Sul e Sudeste do Estado

20/05/2021 11h08 - Atualizada em 20/05/2021 12h57

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) e a Universidade Federal dos Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) definem, em reunião nesta sexta-feira (21), os procedimentos para a formalização da oferta de cursos por meio do Programa Forma Pará, etapa 2021.

Está prevista a disponibilização de 480 vagas em dez municípios da região. “Iremos a Marabá para acertar os detalhes dos convênios que serão assinados com as prefeituras e a universidade e definir os recursos que serão investidos pelo governo do Estado para ofertar vagas em nove cursos que atendem à demanda dos municípios”, explica a secretária adjunta da Sectet, Edilza Fontes, gestora do Forma Pará.

Estão previstos para ser ofertados pela Unifesspa nesta etapa do Forma Pará os cursos: Zootecnia (40 vagas), em Piçarra; Medicina Veterinária (40 vagas), em Tucumã; Engenharia Civil (50 vagas), em Rio Maria; Engenharia Mecânica (50 vagas), em Tailândia; Direito da Terra (50 vagas), em Itupiranga; Licenciatura Plena em Educação do Campo (50 vagas), em Bom Jesus do Tocantins (Terra Indígena Mãe Maria); Geologia (50 vagas), em Ourilândia; Matemática (50 vagas), em Santa Maria das Barreiras; Matemática (50 vagas), em Abel Figueiredo; e Engenharia Civil (50 vagas), em Eldorado do Carajás.

A etapa 2021 do programa também terá oferta de cursos por outras Instituições de Ensino Superior (IES) públicas em novas regiões do Estado. O Forma Pará foi lançado em 2019 e oferta cursos de nível superior em municípios onde não há campi de IES públicas ou onde o curso demandado não é ofertado.

Por Jeniffer Galvão (SECTET)