Processo licitatório de quatro concursos públicos segue em execução no Estado

Certames são da Seplad, AGE, Jucepa e Procuradoria Geral do Pará

11/05/2021 14h08 - Atualizada em 11/05/2021 15h09

A comissão responsável pelo processo licitatório para a escolha das bancas organizadoras dos concursos da Secretaria de Planejamento e Administração (Seplad), Auditoria Geral do Estado (AGE), Junta Comercial do Pará (Jucepa) e Procuradoria Geral do Estado (PGE) segue analisando os documentos entregues pelas empresas referente à concorrência n°002/2020.

Após a análise documental, a Seplad divulgará as empresas ou instituições, pessoas jurídicas, especializadas na prestação de serviços de planejamento, organização, realização, processamento e resultado final para homologação de concurso público, visando o provimento de vagas e formação de cadastro reserva em cargos de nível médio e superior, assim como toda a logística necessária à execução dos serviços, conforme especificações contidas no edital de concorrência nº 002/2020 e seus anexos.

As empresas que seguem na pleito são: Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades), Fundação Cetap, Consultoria e Planejamento em Administração Pública (Consulplan), Instituto AOCP e Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) .

“A realização de novos concursos faz parte do plano de melhorias da atual gestão na prestação de serviços à população, além de priorizar o ingresso na atividade pública por meio de concursos, o que também traz mais desenvolvimento ao nosso Estado. Seguimos trabalhando sempre em prol da nossa sociedade e em poder gerar mais oportunidades”, ressaltou a titular da Seplad, Hana Ghassan.

Vagas

A  Seplad ofertará 24 vagas para nível superior. Para a PGE, serão 24 oportunidades de nível superior e 12 vagas para nível médio. O concurso para a AGE terá 20 vagas para nível superior e uma para nível médio, enquanto a Jucepa ofertará 10 oportunidades para nível superior e cinco para nível médio.

Todas as informações oficiais sobre os certames serão divulgadas através dos canais oficiais de comunicação da Seplad.

Por Luana Taveira (SEPLAD)