Obra avança e Cosanpa inicia setorização no bairro de Canudos, em Belém

Projeto entra em nova fase com a setorização da área e desativação definitiva da rede antiga

26/04/2021 09h15 - Atualizada em 26/04/2021 10h26

A Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) continuará, durante o mês de maio, com o trabalho de capeamento de trechos da rede antiga de água do bairro de Canudos, em Belém. As ações começaram neste mês, na área das avenidas José Bonifácio, Ceará, Conselheiro Furtado e Travessas Primeira de Queluz, Guerra Passos, Nina Ribeiro, Francisco Monteiro, Juvenal Cordeiro e rua Roso Danin, por exemplo, vias que integram a área chamada DMC 6.5, Distrito de Medição e Controle 5, do 6º setor de abastecimento da cidade. O objetivo é a desativação total da rede antiga neste trecho. 

Uma das etapas da obra de substituição de rede é a setorização. Com isso, cada setor será dividido em Distritos de Medição e Controle (DMC) para melhor monitoramento de cada área de abastecimento. A medida permite que, quando houver um vazamento, por exemplo, será possível interromper o abastecimento da área que corresponde ao DMC daquela rede danificada, sem interferir no abastecimento de outras áreas. Hoje, quando ocorre um vazamento é necessário parar um setor inteiro de abastecimento para reparar o dano da rede, prejudicando diversos bairros.

Os moradores ativos (adimplentes e inadimplentes) da área onde foi feita a setorização automaticamente receberam novos hidrômetros. Os que constavam no cadastro da Companhia como inativos (que pediram o desligamento do seu ramal à rede da Cosanpa por construção de poço próprio ou qualquer outro motivo) receberam avisos sobre a implantação da rede nova e a possibilidade de se religarem com a ativação do seu ramal. A Cosanpa ressalta que a rede antiga foi desativada e com ela todos os ramais antigos, incluindo os clandestinos.

Melhoria no abastecimento – A obra do Governo do Estado, por meio da Cosanpa, já implantou 150 quilômetros de novas redes em Belém, o que representa 83% do total previsto, que é de 180 km distribuídos em mais de 20 bairros da capital. Neste mês de abril, as frentes de trabalho concentram-se nas interligações das novas redes dos bairros Nazaré, Umarizal e Reduto.

A substituição de redes é uma das etapas do projeto Controle e Redução de Perdas da Companhia, que busca diminuir o desperdício de água, melhorar a qualidade do serviço prestado e garantir a regularidade de abastecimento e pressão da água que chega até a casa dos paraenses.

As etapas da obra preveem desde a escavação para implantação da rede; execução das soldas de eletrofusão para conectar os trechos implantados; e as interligações das redes. Após esse processo, é feita a recomposição definitiva dos pontos.

Por Tayná Horiguchi (COSANPA)