Liberação da 9ª recarga do vale-alimentação escolar beneficia 586 mil estudantes paraenses

A partir desta quarta-feira (7), o auxílio está liberado para mais de 205 mil alunos da Região do Guajará e, nos próximos dias, para as demais localidades

07/04/2021 16h42 - Atualizada em 07/04/2021 17h10
Por Lilian Guedes (SEDUC)

A partir desta quarta-feira (7), o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), começou a disponibilizar a 9ª recarga do vale-alimentação escolar, de forma escalonada, para os 586 mil alunos da rede estadual de ensino. Inicialmente, cerca de 205 mil estudantes que residem na Região de Integração do Guajará, que compreende os municípios de Ananindeua, Belém, Benevides, Marituba e Santa Bárbara do Pará, já podem utilizar o benefício.

Desde cedo, a movimentação nos estabelecimentos credenciados já era intensa e, alunos, pais ou responsáveis não perderam tempo e foram às compras para adquirir gêneros alimentícios, produtos de higiene e limpeza, entre outros. Adriele Rodrigues, aluna da 2ª série do Ensino Médio na Escola Estadual Santa Maria de Belém, conta que o auxílio de alimentação escolar está ajudando não só ela, como várias pessoas de sua família.

Adriele Rodrigues

“Como os meus pais estão desempregados, esse benefício tem sido fundamental para garantir o sustento de casa. Ao todo, cerca de dez pessoas serão beneficiadas com estes produtos que estou comprando com o vale-alimentação escolar”, relatou.

Aluna do 8° ano do Ensino Fundamental na Escola Estadual Paulinho de Brito, Fernanda Pinheiro, disse que o vale-alimentação escolar “tem ajudado bastante a minha família, ainda mais nesse período de pandemia. Temos comprado os alimentos e produtos de higiene básica e, na minha opinião, acho que esse benefício deve continuar, caso seja possível”, afirmou a estudante.

Fernanda Pinheiro

De acordo com o presidente da Associação Paraense de Supermercados (Aspas), Jorge Portugal, o vale-alimentação escolar é uma iniciativa do Executivo Estadual que, sem dúvidas, gera um impacto econômico bastante positivo, principalmente no setor supermercadista. O dirigente ainda ressaltou que os estabelecimentos estão respeitando os protocolos sanitários e de prevenção à Covid-19, para que os usuários do benefício possam realizar suas compras com toda segurança necessária.

“É importante destacar que essa iniciativa do Governo do Estado, tem ajudado a impulsionar o comércio local, sejam eles grandes ou pequenos negócios e, essa atitude é muito louvável. Nós observamos que, quando as recargas são liberadas, os beneficiários procuram logo ir aos supermercados para adquirir a alimentação das suas famílias, tendo em vista que nesta situação de pandemia, há muitas pessoas que estão passando necessidades e dependem desse auxílio que o Governo do Estado está disponibilizando, para pôr comida na mesa”, enfatizou.

O presidente da Aspas complementou, pedindo a colaboração da população para que, “apenas uma pessoa por família vá às compras nos supermercados, para que não haja aglomerações e os protocolos sanitários sejam devidamente respeitados. Desde o início da pandemia, nós enviamos recomendações aos nossos parceiros [demais supermercados] para que sigam os protocolos recomendados pelos órgãos de saúde pública, como o distanciamento, a limitação na capacidade de pessoas dentro das lojas, a frequente higienização dos ambientes, além da disponibilização de álcool em gel à todo momento”, disse Jorge Portugal.

VALE-ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

Criado em abril de 2020, o vale-alimentação escolar foi uma alternativa adotada pelo Governo do Estado, por meio da Seduc, como forma de amenizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), no processo de distribuição da merenda escolar. Neste sentido, a iniciativa visa garantir que os 586 mil estudantes paraenses possam adquirir gêneros alimentícios, produtos de higiene e limpeza, dentre outros, que vão favorecer não só os estudantes público-alvo do benefício, como os demais membros das suas famílias.

Até o momento, foram realizadas outras oito recargas de R$ 80 cada, e que contemplam estudantes da rede estadual em todos os 144 municípios paraenses. Com a liberação de mais esta recarga, cada aluno (que estava matriculado no ano passado) já recebeu o valor total de R$ 720. Desde o início, essa ação de Governo já representa um investimento de R$ 402 milhões, com recursos oriundos do Tesouro Estadual.

NOVOS ALUNOS

Os estudantes que ingressaram na rede estadual de ensino, em 2021, irão receber o cartão do vale-alimentação a partir de 17 abril, de acordo com o cronograma que será divulgado no site e nas redes sociais da Seduc. Vale destacar que o processo de matrículas foi encerrado no final de março, quando houve o fechamento da base de dados e o envio às empresas para o processo de emissão do cartão aos novos alunos.

CRONOGRAMA

A cada dia, o vale-alimentação escolar é liberado para uma nova região paraense. A seguir, saiba como será o cronograma de distribuição para as demais localidades do estado:

Dia 08/04 - Região de Integração Rio Capim

Dia 09/04 - Região de Integração Tapajós 

Dia 12/04 - Região de Integração Tocantins 

Dia 13/04 - Região de Integração Xingu 

Dia 14/04 - Região de Integração Araguaia 

Dia 15/04 - Região de Integração Baixo Amazonas 

Dia 16/04 - Região de Integração Carajás 

Dia 19/04 - Região de Integração Guamá 

Dia 20/04 - Região de Integração Lago de Tucuruí 

Dia 21/04 - Região de Integração Marajó

Dia 22/04 - Região de Integração Rio Caeté 

A relação discriminada dos municípios que compõem cada região de integração, pode ser acessada no site ou redes sociais da Seduc.

SERVIÇO

Abaixo, confira a lista dos estabelecimentos credenciados (MeuVale e Maxx Card), que estão aptos para receber a 9ª recarga do vale-alimentação escolar.

Lista MeuVale

Lista Maxx Card

Texto: Vinícius Leal (Ascom/Seduc).