Marabá celebra 108 anos de emancipação política e administrativa

Município é um polo de desenvolvimento socioeconômico por sua vocação natural para setores como o do agronegócio, extrativismo, mineração, comércio e serviços

05/04/2021 12h35 - Atualizada em 05/04/2021 14h58

O município de Marabá, na região Carajás, completa 108 anos de emancipação política e administrativa nesta segunda-feira (05). A cidade é uma das mais importantes do Estado, por sua vocação econômica para os segmentos do agronegócio, extrativismo, mineração, comércio e serviços.Marabá chega a 108 anos de fundação com beleza natural singular

O Governo do Pará tem realizado investimentos para fortalecer a economia e a qualidade de vida dos moradores, sobretudo neste momento de crise sanitária. Secretário Regional de Governo do Sul e Sudeste, João Chamon lamentou as perdas de conterrâneos na pandemia, ao mesmo tempo que registrou felicitações à cidade, destacando as principais ações desenvolvidas. 

“O Governo do Estado sempre esteve presente, firme no combate à pandemia com a oferta de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), leitos clínicos, implantação do hospital de campanha e fortalecendo agora o atendimento à população com larga escala de vacinas para que nós possamos superar este momento difícil. Evidentemente que esta pandemia causou enorme prejuízo na execução do planejamento de 2020 e de 2021. Assim mesmo, no campo da educação, nós estamos em fase de reconstrução da Escola Gaspar Vianna e reforma da Escola Plínio Pinheiro, que também começa dentro de mais alguns dias”, anunciou João Chamon, lembrando também a construção da Eco Parque Escola, que prevê o ensino médio voltado para o meio ambiente.

Ainda na área da saúde, o município deve ganhar a Policlínica Permanente, a implantação da ala de oncologia do Hospital Regional, além da Maternidade Estadual de Marabá, um anseio antigo da população. 

Secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), Ruy Cabral, também comentou os investimentos. “A Sedop vem trabalhando duro, através do programa Asfalto Por Todo o Pará, para levar mais infraestrutura e desenvolvimento para municípios de todas as regiões do Estado. E não é diferente em Marabá, onde estamos avançando com frentes de trabalho para garantir 15 km de asfalto novo, trazendo mais segurança, estrutura e, sobretudo, qualidade de vida para a população do município”, enfatizou Ruy Cabral.

Governo do Estado investe na logística de Marabá, no sudeste estadual, e já assegurou 12 Km de asfalto nas vias públicas do município As ações de mobilidade urbana incluem a duplicação do perímetro urbano da ponte rodoferroviária até o Km 6 no trevo da BR-155 e BR-230. “Já concluídos 12 km de asfalto em vias públicas com meio fio e calçada dos 18 prometidos e, logo que passe as chuvas, o projeto continuará. Anunciando também a parceria já firmada pelo Governo do Estado com o Município de Marabá para construção da segunda ponte sobre o Rio Itacaiúnas que vai, sem dúvida nenhuma, melhorar a mobilidade urbana em Marabá”, sinalizou o secretário João Chamon.

Centro de Perícias – O Governo do Estado entregou a Unidade Regional do Centro de Perícias Científicas em Marabá. A sala de necropsia, por exemplo, foi readequada com a implantação do espaço para desinfecção das mesas e o plano de tratamento de efluentes biológicos e construção de esgoto para descarte dos resíduos líquidos, que antes eram despejados em via pública, que cumprem as normas relativas à biossegurança de acordo com as leis municipal, estadual e federal.

Além disso, todos os laboratórios foram readequados com sistema de energia para armazenamento de material biológico, assim como as salas de balística, que agora possui um novo estande de tiro para perícia de armas e salas para armazenamento seguro dos armamentos periciados, material explosivo e entorpecentes.

A reconstrução envolveu também toda a estrutura física para acolhimento dos usuários da Unidade Regional do CPCRC de Marabá, em especial, a inclusão de uma rampa que garante a acessibilidade de pessoas deficientes físicas ao interior do prédio, entre outras coisas. A unidade atende 35 municípios do sudeste paraense e foi entregue em agosto do ano passado.

Usina da Paz – Marabá deve receber também a Usina da Paz do Programa Territórios pela Paz (TerPaz). Todo o funcionamento das Usinas será baseado em sete eixos: capacitação técnica e profissional, educação básica, arte e cultura; emprego e renda, microcrédito e empreendedorismo, economia solidária; habitação, regularização fundiária e urbanização; saúde, esporte/lazer, assistência social; tecnologia e inclusão digital; meio ambiente e sustentabilidade, e mediação de conflitos e prevenção à violência.

A estrutura das Usinas é formada por complexos esportivos, salas de audiovisual, espaços de inclusão digital e áreas para vários serviços, como atendimento médico e odontológico, consultoria jurídica, emissão de documentos, ações de segurança, atividades profissionalizantes, espaço multiuso para feiras, eventos e encontros da comunidade. Também haverá espaços para cursos livres e de dança, artes marciais, musicalização e biblioteca.

Por Dayane Baía (SECOM)