Emater capacita produtores de Bannach em inseminação artificial para melhora dos rebanhos

A técnica de melhoramento genético gera aumento da produção, sem que o produtor precise gastar uma alta quantia com reprodutores caros

25/03/2021 15h14 - Atualizada em 25/03/2021 19h45

Produtores atentos às orientações do veterinário, Darllan Fernandes, da Emater, sobre inseminação artificial para melhoria do rebanhoDez produtores do Projeto de Assentamento (PA) Jacira II, no município de Bannach, região sudeste do estado, vão participar, na próxima semana, de um curso de inseminação artificial promovido pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) em parceria com a prefeitura do município. 

 Em uma reunião prévia à capacitação, realizada na comunidade, técnicos da Emater apresentaram informações sobre as vantagens da aplicação da técnica para o melhoramento do rebanho.

“A inseminação é a forma mais rápida, eficiente e barata de promover o melhoramento genético nos animais. No PA Jacira II, como o foco é leite, nós usamos raças especializadas para a produção de leite que vão garantir um incremento significativo quando começarem a produzir. A estratégia usa o melhoramento dos animais para o aumento da produtividade”, informou o médico veterinário, Darllan Fernandes, do escritório Regional da Emater em Conceição do Araguaia, convidado a ministrar a capacitação em Bannach.

“No curso, os produtores rurais vão ser capacitados para que eles mesmos façam a inseminação. Os produtores que se destacarem também poderão começar a inseminar para os demais produtores da comunidade”, complementou o veterinário.

Durante a reunião prévia, a prefeitura de Bannach e dois produtores do assentamento fizeram a doação de botijões para o armazenamento de sêmen, que serão usados pelos produtores. O produtor Donizete Costa, que também é assentado do PA Jacira II, ajudou a mobilizar os produtores para a reunião e para o curso, pois acredita que a inseminação é o caminho mais rápido para obter bons resultados

“O que me motivou a doar é porque eu sou um produtor como os outros, moro no PA Jacira e vejo que a tecnologia é essencial e com a inseminação é possível ter animais com melhor genética e mais volume de leite. E aí a gente dobra a produção com a mesma quantidade de vacas, no mesmo espaço. Isso gera renda desenvolvimento para o agricultor e para o munícipio”, argmentou o produtor rural, Donizete Costa, proprietário do primeiro laticínio do assentamento.

O empreendimento de Donizete Costa foi estruturado com o apoio técnico da Emater e está certificado pela Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará).

Além de Donizete, estão assentados no PA Jacira II, também conhecido como Colônia Paraíso, outros 33 produtores rurais, atendidos pela Emater de Bannach, desde o ano de 2009.

“A pecuária é um setor muito forte na região e está cada dia mais tecnificada. O produtor precisa se modernizar para continuar no ramo. Tem gente que pensa que é só em grande propriedade, mas com as capacitações e as parcerias, estamos mostrando que é possível fazer inseminação e melhorar a produtividade nas pequenas propriedades, como as que acompanhamos há mais de 10 anos aqui na região”, ressalta Paulo Henrique dos Santos, chefe do escritório local da Emater em Bannach.

Além da assistência técnica aos produtores, o escritório realiza assessorias e elaboração de projetos para acesso a crédito rural e outras políticas públicas, assim como a emissão da Declaração de Aptidão ao Pronaf.

O curso de inseminação para os produtores do PA Jacira II acontecerá nos dias 30, 31 de março e 1º de abril e está previsto ainda este ano a realização de uma capacitação sobre pastejo rotacionado no município.

Por Etiene Andrade (EMATER)