Governo do Pará assina convênio com a Infraero para receber o Aeroporto Brigadeiro Protásio

Em breve, o Estado deverá iniciar as obras do Parque da Cidade, no antigo Aeroclube

22/03/2021 14h49 - Atualizada em 22/03/2021 15h20

Após um ano de tratativas com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e o Ministério da Infraestrutura, o Governo do Pará assinou, nesta segunda-feira (22), um convênio para receber a área do Aeroporto Brigadeiro Protásio, antigo Aeroclube do Estado, onde, em breve, será construído o maior projeto paisagístico-urbano do último século: o Parque da Cidade.

O anúncio foi feito pelo próprio governador do Pará, Helder Barbalho, por meio de um vídeo divulgado nas redes sociais. “Com este convênio assinado, até o final deste ano, nós estaremos adequando o Aeroporto Internacional de Val-de-Cans para as operações de aviações de pequeno porte e, com isso, a Infraero deve repassar para o Estado até dezembro de 2021, a área do antigo Aeroclube. Assim, poderemos iniciar as obras do Parque da Cidade, uma obra importantíssima para a Região Metropolitana, que propõe uma reurbanização desta região de Belém, incrementando o turismo, serviços, e o lazer de nossa cidade. Foi um ano de espera, de negociações de infraestrutura, e eu quero aqui agradecer a Infraero, ao Ministério da Infraestutura, a Procuradoria do Estado e a Secretaria de Cultura, todos envolvidos para que essa conquista pudesse acontecer”, destacou Helder Barbalho.

O Parque é um projeto do governo do Estado anunciado no final de 2019, que pretende ressignificar a área do Aeroporto Brigadeiro Protásio, no bairro do Souza, transformando a área em um dos maiores equipamentos de turismo, cultura e lazer no Pará. A área tem o equivalente a 120 campos de futebol, e faz divisa também com os bairros do Marco, Pedreira, Sacramenta e Marambaia. É um projeto que pensa Belém para os próximos anos, do ponto de vista da mobilidade urbana, da malha viária, do aumento no fluxo de carros, de pessoas e de todos os aspectos que envolvem a área metropolitana.

Vista do projeto Parque da CidadeEm 2020, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), que será a responsável pelo equipamento, realizou uma consulta pública onde a população definiu os eixos cultura, lazer e esporte, paisagismo e meio ambiente. Depois, em parceria com a Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), a Secult realizou o Concurso de Estudo preliminar arquitetônico, de âmbito nacional, que recebeu 85 inscrições de todo o Brasil. A proposta vencedora foi a ‘Parque Para Todos’, que tem como autores os arquitetos e urbanistas Carlos Eduardo Murgel Muller, Marcos Bresser Pereira Epperlein, Thiago Santana Maurelio, Eduardo Saguas Muller e Guilherme Henrique Machado Faganello, e o estudante Vitor Martins. A equipe é composta por integrantes das empresas Firma Arquitetura e Dezembro Arquitetos, ambas de São Paulo.

Por Iego Rocha (SECULT)