Governo do Estado condecora policiais que apreenderam drogas em Benevides e Bujaru

O governador Helder Barbalho destacou a importância do trabalho conjunto das polícias Civil e Militar no combate ao tráfico de drogas no Pará

22/02/2021 19h21 - Atualizada em 23/02/2021 08h11

O Governo do Pará concedeu, em cerimônia realizada nesta segunda-feira (22), no Palácio dos Despachos, em Belém, moção honrosa a cinco policiais civis da Delegacia de Repressão a Facções Criminosas que participaram das investigações e operações que culminaram na apreensão de 1,8 tonelada de entorpecentes e na prisão de quatro membros de uma facção criminosa, nos últimos dias 15, 16 e 20 deste mês. Na solenidade, três policiais militares do 12º Batalhão também receberam a medalha de honra pela apreensão realizada no último sábado (20), em um ramal na zona rural de Bujaru, na região Nordeste. Governador Helder Barbalho durante a condecoração aos policiais

O ato de reconhecimento do governo do Estado contou com a participação de autoridades das forças de segurança pública. Foram homenageados oito agentes pela atuação nas operações que culminaram na apreensão de entorpecentes e desarticulação de grupos que atuam no tráfico de drogas no Estado. 

O governador Helder Barbalho ressaltou a importância de valorizar os servidores que estão todos os dias defendendo e protegendo a população. “Essas operações foram determinantes para a desmobilização e enfrentamento a facções criminosas e ao tráfico de entorpecentes em nosso Estado. Essa ação repercute nas ruas e na desarticulação do tráfico, e nos permite o enfrentamento à violência por todo o Pará”, afirmou o chefe do Executivo.Várias autoridades participaram do ato de reconhecimento aos policiais civis e militares

O delegado-geral de Polícia Civil, Walter Resende, destacou que a parceria com todos os órgãos de segurança tem feito a diferença no trabalho de apreensões e desarticulação das rotas do tráfico. “A Polícia Civil está atuando de forma incisiva contra os grandes traficantes que estão mesclados nas facções criminosas. Com essas operações recentes, inclusive em conjunto com a PC do Ceará, conseguimos prender um líder de uma facção criminosa que estava tentando se instalar em nosso Estado, e também apreender quase 700 quilos de drogas em poder dele. A troca de informações e investigações está sendo fundamental para essas ações. Juntos vamos permanecer investigando e combatendo o tráfico de drogas e as facções criminosas”, afirmou Walter Resende.Helder Barbalho no momento da condecoração a um policial militar

“A iniciativa do Estado em prestar o reconhecimento aos agentes é importante não apenas para o servidor que atuou nessas ações, mas para todos da instituição, pois diariamente eles saem de suas casas para intensamente realizarem o seu papel, prestando serviços a nossa população. Sem dúvida, todos estão mais motivados”, garantiu o delegado-geral.

Motivação - Segundo o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, o ato de reconhecimento torna o servidor mais motivado. "O reconhecimento de qualquer servidor é fundamental para que tenhamos uma tropa motivada em todas as ações diárias, e as grandes apreensões estimulam os policiais a outras ações, e retiram das ruas drogas que poderiam destruir milhares de famílias. Dessa forma, estamos desarticulando e descapitalizando as organizações que movimentam o crime com base nesse dinheiro do tráfico”, afirmou o secretário.

Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Dilson Júnior, esse prestígio é fundamental porque motiva, cada vez mais, os policiais a atuarem de maneira decisiva no combate ao tráfico de drogas. “Desde 2019 estamos numa crescente de combate ao tráfico. Um sério baque às organizações criminosas. O ato de reconhecimento por parte do nosso governador, motiva cada vez mais a tropa a trabalhar pra combater a criminalidade em todo o Estado”, ressaltou o coronel Dilson Júnior.O reconhecimento ao trabalho dos agentes de segurança estimula os servidores do sistema

Homenageados – O titular da Delegacia de Repressão a Facções Criminosas, delegado Breno Ruffeil, pontuou que a Delegacia foi criada recentemente, e com outros órgãos da segurança pública foi possível montar uma equipe que está empenhada no trabalho de investigação, e os resultados estão sendo visíveis. “O mais importante para mim, como diretor da unidade, é ver os policiais que se empenham semanalmente serem reconhecidos, pois muitos estão sem tirar folgas para concluir ações e localizar alvos. Vamos continuar mais firmes e motivados para combater a criminalidade”, enfatizou o delegado.

Segundo a escrivã Suelen Carvalho, da DRFC, receber a medalha de honra é uma motivação a mais para o trabalho que a equipe está realizando, e para a instituição. 

Outro homenageado foi o cabo PM Valney Campos, para quem o apoio do Estado tem sido fundamental às atuações. “Nosso trabalho tem sido viabilizado pelo apoio que temos recebido. No momento que mais precisávamos, estiveram conosco”, afirmou. 

Ação em conjunto – Cinco pessoas foram presas durante a Operação Guilhotina, realizada pelas polícias Civil do Pará e Ceará, na segunda e terça-feira (15 e 16 de fevereiro), em Belém e Benevides, na Região Metropolitana. A ação teve como principal objetivo cumprir mandados de prisão expedidos contra lideranças de uma facção criminosa que comandava crimes no Ceará, desarticulando a rota do tráfico no Pará.

Após a captura dos líderes, a equipe foi a um sítio no município de Benevides, onde mais três membros do grupo criminoso foram presos em flagrante, e apreendidos aproximadamente 600 kg de entorpecentes. A droga estava armazenada em um quarto e dividida em 19 sacos, incluindo pedra de oxi e cocaína.

O desdobramento da ação ocorreu na manhã do último sábado (20), quando agentes de segurança apreenderam, em uma ação integrada das polícias Militar e Civil, mais de uma tonelada de entorpecentes no município de Bujaru. É o maior volume de drogas apreendido nos dois primeiros meses deste ano.

Agentes da PM receberam a denúncia e foram ao local em diligência, onde encontraram dois veículos suspeitos em um ramal próximo ao rio que banha o município. Nos veículos havia quase uma tonelada de entorpecentes.

Por Roberta Meireles (PC)