Crianças em tratamento contra o câncer enviam cartas para pacientes e profissionais do Hospital de Campanha

Mensagens de carinho e motivação, enviadas por pacientes e colaboradores do Oncológico Infantil, enchem de emoção quem está no front de batalha lutando pela vida

01/02/2021 16h23 - Atualizada em 11/02/2021 16h18

Profissionais e pacientes internados no Hospital de Campanha do Hangar, em Belém, foram surpreendidos com gestos de carinho. Cartas e brindes simbólicos com mensagens de motivação encheram de emoção quem está no front de batalha lutando pela vida. A iniciativa partiu do Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo e contou com a participação de crianças e voluntários.

As unidades pertencem ao Governo do Pará e promoveram a ação inédita para sensibilizar e levar conforto e alegria aos que lutam contra a Covid-19. “A ideia de desenvolvermos essa ação foi pensando no encorajamento dos pacientes e profissionais que atuam na linha de frente no Hospital de Campanha no combate à Covid-19”, explicou Elizabeth Cabeça, que integra a equipe de colaboradores da área de Humanização do Oncológico Infantil, que capitaneou a ação.

A produção das cartas ocorreu durante uma oficina lúdica com as crianças, no período de 26 a 28 de janeiro, onde foram utilizados diversos materiais, como papelão, lápis de cor e tinta guache. Um dos participantes foi Kaio Gabriel Oliveira, de 6 anos, que há 5 anos faz tratamento contra leucemia. O pequeno aproveitou a oficina exatamente no dia do seu aniversário. “Recortei e colei a perninha do sapo. Gostei muito de fazer isso, porque hoje é o meu aniversário”, contou a criança.

O diretor Hospitalar do Oncológico Infantil, Fábio Machado, afirma que o estímulo às crianças para conceitos básicos é um dos objetivos fundamentais da ação. “O foco foi estimular conceitos sobre a educação ambiental, além da importância da valorizar o trabalho dos profissionais da saúde que prestam um serviço extremamente fundamental para a sociedade”.

Recadinhos

Os recadinhos escritos pelas crianças e por voluntários aos profissionais do Hospital de Campanha do Hangar tiveram diferentes enfoques, alguns desejando proteção, outros evidenciando o reconhecimento profissional, muitos agradecendo pela dedicação e atenção ao atendimento assistencial e outros elogiando pela força e coragem no enfrentamento à pandemia.

Uma das mais emblemáticas entre as mais de 20 mensagens escritas foi a de Yasmim Siqueira Leite, paciente de 8 anos, que conseguiu, em poucas palavras, resumir a importância de uma atitude que o atual momento pede a todos os profissionais da área da saúde e pacientes que estão na batalha contra o vírus. “Seja forte como um leão, não desista!”, escreveu a menina.

A mãe, Iranilde Siqueira, comentou que Yasmim foi quem teve vontade de elaborar a mensagem. “Foi ela mesma quem criou o texto na hora que estávamos confeccionando as lembrancinhas. Ela me disse que queria escrever e pensar numa frase especial que pudesse ser importante para todas as pessoas”, comentou.

As lembranças sustentáveis foram feitas em formato de desenhos de abelha, borboleta, leão, joaninha, sapos e de alguns personagens de desenhos animados.

Carta de um colaborador

Ao saber da ação realizada no hospital, o colaborador Jean Nunes, que trabalha como auxiliar administrativo no Ambulatório do Oncológico Infantil, também e resolveu escrever uma carta: “Guerreiros caem, se ajudam, se confortam, mas não podem desanimar, é importante ficarem firmes, pois grandes coisas estão acontecendo”, afirmou.

“A carta tem a intenção de compartilhar um pouco de motivação com os profissionais, sensibilizá-los e reiterar um cuidado humanizado com todos os pacientes”, disse.

A diretora Técnica do Hospital de Campanha do Hangar, em Belém, Bárbara Freire, agradeceu pelo amor demonstrado pelas crianças e colaboradores do Oncológico Infantil. “Estamos precisando mesmo, muitos de nós está longe da família, às vezes, nos sentimos sozinhos, mas percebemos com esse gesto que não estamos. Qualquer forma de carinho, de atenção, de cuidado, para nós é muito emocionante. É muito gratificante quando valorizam o nosso trabalho”, contou, emocionada.

Humanização – Desde que foi entregue, em 2015, o Hospital Oncológico Infantil, referência no atendimento de crianças e adolescentes com câncer na região Norte do país, atua pautado nos princípios da humanização.

“É muito gratificante ver que o trabalho que está sendo realizado nas unidades é humanizado e está sendo reconhecido pela população. Sabemos de todas as dificuldades desse trabalho e atitudes como essa são uma recompensa emocionante para os nossos profissionais”, afirma Rômulo Rodovalho, Secretário de Saúde do Estado.

Texto: Emanuel Jadir

Por Heloá Canali (SECOM)