Polícia Civil moderniza envio de procedimentos ao Poder Judiciário

A integração é feita de forma digital, por meio da plataforma PJE, e traz economia para o Estado e celeridade aos trâmites processuais

18/01/2021 18h31 - Atualizada em 19/01/2021 11h26
Por Evaldo Júnior (PC)

A solenidade que marcou o início da utilização do sistema ocorreu no auditório da Delegacia Geral de Polícia CivilA semana começou com um marco na área de segurança pública do Pará. Todas as delegacias do Pará passam a utilizar um novo sistema de integração entre a polícia e o Poder Judiciário. A plataforma compartilha com mais segurança e celeridade as informações dos inquéritos policiais e medidas cautelares.

O delegado-geral Walter Resende ressaltou a economia de custos com a plataforma

Além da praticidade, o novo sistema vai gerar economia. "O combustível e o tempo de serviço gasto por servidores que, até então, tinham a responsabilidade de transportar os documentos entre os órgãos, também contam para a poupança de recursos, que poderão ser investidos em outras áreas", ressaltou o delegado-geral de Polícia Civil, Walter Resende. 

Com essa novidade, a instituição promove a adequação necessária ao sistema do Tribunal de Justiça, acelerando os processos. "Para isso, foram capacitados todos os policiais, por meio da Academia de Polícia Civil (Acadepol), os quais receberam certificação digital por conta da assinatura eletrônica”, disse a delegada-geral adjunta, Daniela Santos.

A delegada Daniela Santos citou a capacitação dos policiais

Para melhor atender às demandas foram criadas normativas pela Polícia Civil que vão modernizar internamente os procedimentos virtuais. “Com essa nova forma de trabalho, poderemos economizar em custos materiais, e também trazer agilidade e segurança à informação", reiterou Daniela Santos.

Um evento com orientações da Corregedoria-Geral foi realizado na manhã desta segunda-feira (18), no auditório “Delegada Ione Coelho”, em Belém, instituiu a utilização do sistema.

O gestor Cristian Rocha disse que o evento reuniu policiais civis da capital e do interiorAdequação - Para Cristian Rocha, diretor da Divisão de Correição da Polícia Civil, o evento teve o objetivo de apresentar aos policiais civis as inovações tecnológicas que estão sendo adotadas visando à adequação do Processo Judiciário Eletrônico. “Foram convocados diretores, escrivães, cartorários, chefes de operações de todas as unidades da Região Metropolitana, do interior e unidades especializadas que atuam na capital”, acrescentou o delegado.

Durante o processo, um plano de ensino e qualificação foi montado por meio da Acadepol para capacitar os delegados e escrivães de todo o Estado para atuação com o TJE. Também foram adquiridos pela Polícia Civil do Pará mais de 1.200 unidades de token de certificação digital.