Projeto Vitrine Artesanal da Emater fomenta o empreendedorismo familiar

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) intensificou o apoio institucional à comercialização de produtos frente a pandemia

24/12/2020 11h01 - Atualizada em 24/12/2020 11h35
Por Giovanna Abreu (SECOM)

Ao longo de 2020, o Projeto Vitrine Artesanal, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), reforçou o apoio à comercialização dos produtos de empreendedores familiares paraenses e o aprimoramento das atividades rurais de agricultores e artesãos diante da pandemia de Covid-19.Proj. Vitrine Artesanal, da Emater, promove produtos e produtores

Foram realizadas 11 feiras itinerantes e integrativas em órgãos estaduais e na sede da Emater, em Marituba, na Região Metropolitana de Belém (RMB). Todos os eventos respeitaram os protocolos de saúde, e aconteceram com o objetivo de melhorar a renda das famílias produtoras, de forma sustentável. Mais de 170 artesãos e agricultores familiares participam do projeto, executado por meio do Escritório Regional das Ilhas da Emater, em Marituba. 

A produtora artesanal de biojoias, Val Genú, participa há um ano do projeto e afirma que a visibilidade dada aos seus produtos, além de garantir um retorno financeiro, abre novas portas aos artesãos paraenses. 

“A iniciativa da Emater, em nos levar aos órgãos estaduais, faz com que mais pessoas conheçam o nosso trabalho, fazemos contatos para negócios futuros e como não temos lojas físicas, esses espaços são as nossas vitrines. Sozinhos não conseguiríamos essa divulgação, estamos muito felizes”, afirmou a artesã  de biojoias, Val Genú. 

O supervisor regional das Ilhas na Emater, Ricardo Barata, considera o ano de 2020 um desafio, que ensinou agricultores e artesãos a reinventarem alternativas de comercialização, diante da obrigatoriedade de manter o distanciamento social. O delivery (entrega) foi uma saída entre os meses de abril e agosto para a comercialização dos produtos. A Emater disponibilizou um canal no site institucional e um aplicativo de mensagem para apoiar as vendas dos participantes. 

Há 15 anos acompanhada pela Emater, a produtora familiar de hortaliças, Leocádia Siqueira, afirma que o suporte oferecido pelo órgão, como a disponibilização de transportes para as entregas das encomendas e para a divulgação dos produtos nas mídias ajudou a sua família em um período tão difícil. 

“A Emater pediu que gravássemos um vídeo mostrando todos os nossos produtos e divulgou para gente. Muitas pessoas entraram em contato para adquirir as hortaliças e isso me ajudou muito nesse período. Foi muito importante para gente”, conta.

Novas Tecnologias 

Fortalecer o uso das tecnologias entre agricultores e artesãos paraenses é um dos principais objetivos das próximas capacitações da Emater, a partir da realização de cursos, oficinas e treinamentos em 2021.

“O avanço tecnológico permite que os empreendedores familiares possam participar de cursos e lives sem sair de seu local de trabalho ou de seu município, e isso pode representar a continuidade do projeto em tempos incertos, até que possamos reestabelecer a total normalidade das ações”, explica o supervisor regional das Ilhas, Ricardo Barata.

Participantes do Vitrine Artesanal têm visibilidade e reconhecimentoA produtora de bonecas de pano artesanais, Gisele Barroso, conheceu o Vitrine Artesanal em 2019 e afirma que participar do projeto fez com que o seu trabalho ganhasse maior visibilidade e reconhecimento, o que impulsionou diretamente na geração de renda familiar. Ela ressalta a importância das orientações da Emater, especialmente, sobre o uso das redes sociais. 

“Com a orientação da Emater criamos nossa página no Instagram, espaço que levou nosso trabalho para o mundo das redes sociais, nos apresentando a um público muito maior. Durante o início da pandemia, nosso trabalho não parou, ao contrário, aumentou, porque investimos na confecção de máscaras de proteção também”, assegurou Gisele Barroso.

O Projeto Vitrine Artesanal tem ainda uma variante: a feira itinerante Vitrine Artesanal de Produtos Agroecológicos, que atualmente envolve diretamente 87 famílias produtoras do Estado. 

A Emater firma parcerias com as iniciativas públicas e privadas, disponibilizando produtos da agricultura familiar e até mesmo feiras itinerantes.

SERVIÇO

Interessados em obter a estrutura do evento para os órgãos públicos ou empresas privadas, de forma a impulsionar a produção das famílias paraenses, podem ter maiores informações no telefone (91) 98887-6155.