Seap conclui o I Curso de Intervenção Rápida em Recinto Carcerário

Foram capacitados profissionais do sistema penitenciário, policiais penais do Pará e de outros estados, policiais civis e militares, bombeiros e militares das Forças Armadas

19/12/2020 17h03 - Atualizada em 19/12/2020 18h18
Por Vanessa Van Rooijen (SEAP)

Cerimônia de certificação dos concluintes ocorreu neste sábado (19)Vinte e três agentes de segurança pública do Pará concluíram um dos cursos mais renomados do sistema penitenciário nacional, o I Curso de Intervenção Rápida em Recinto Carcerário (I CIRRC), no Pará. A cerimônia de certificação dos concluintes ocorreu neste sábado (19), no antigo Centro de Recuperação Penitenciário do Pará I (CRPP I), no Complexo Penitenciário de Santa Izabel, onde hoje funciona um centro de treinamento. 

O cronograma de disciplinas, iniciado no dia 2 de dezembro, foi ministrado por profissionais da Secretaria de Administração Penitenciária do Ceará (SAP/CE), comandados pelo secretário adjunto do SAP/CE, Maiquel Cavalcante Mendes. Para ele, foi clara a vontade de mudança da secretaria para transformar o sistema penitenciário do Pará.

"A Seap, com toda a sua estrutura e com todo seu administrativo, nos apoiando, me ajudou a contribuir para essa transformação. Só com o trabalho em equipe conseguimos realizar bons feitos e entregar ao sistema penitenciário paraense estes profissionais capacitados e qualificados" - Maiquel Cavalcante Mendes, secretário adjunto do SAP/CE e ministrante do curso.

Curso teve duração de 18 dias, com a carga horária de 216 horasO curso abrangeu profissionais do sistema penitenciário, além de policiais penais do Pará e de outros estados, policiais civis e militares, bombeiros e militares das Forças Armadas. Eles foram treinados e capacitados para atuarem dentro das unidades prisionais do Estado, garantindo a ordem e disciplina; e resolução de conflitos de forma técnica e humanizada. 

Foram 18 dias de curso, com a carga horária de 216 horas. Segundo o promotor do Ministério Público do Pará, Edivar Cavalcante, este é um momento que vai entrar para a história do sistema penitenciário. "Parabéns. Vocês são os vitoriosos desses momentos. Vinte e três pessoas que merecem toda nossa valorização", celebrou. O promotor destacou ainda que, com o treinamento, assim como outros já realizados, o Pará agora é referência em atuação prisional.

Titular da Seap, Jarbas VasconcelosDe acordo com o secretário de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Jarbas Vasconcelos, é perceptível o avanço do sistema paraense em reintegração, na qual, através dos instrutores, foi possível realizar a doutrina de implementação de procedimentos prisionais no Estado, já realizada em todas as casas penais paraenses.

"Nós só temos a agradecer a cada integrante que compõe o sistema de defesa social de segurança pública do estado do Pará que participou e contribuiu para este curso. Foram 236 inscritos, desses 58 classificados no Teste de Aptidão Física e 23 concluintes. Profissionais estes que aumentam ainda mais a qualidade do trabalho penitenciário no Estado", afirmou.