Moradores da Cabanagem participam de oficina de Marketing Digital da Secom

Ferramentas e estratégias para ampliar a voz da comunidade, atendida pelo TerPaz, são oferecidas em quatro dias de atividades

01/12/2020 13h00 - Atualizada em 01/12/2020 14h37
Por Giovanna Abreu (SECOM)

Moradora da Cabanagem, a artesão Vanderlucia Campelo aderiu a oficina de Marketing Digital da Secom para potencializar as vendasDesde o início da pandemia da Covid-19, por causa das exigências do distanciamento social, utilizar estratégias de marketing digital se tornou essencial para dar continuidade nos negócios de muitos empreendedores paraenses. Entendendo essa necessidade, a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), por meio do Programa Territórios Pela Paz (TerPaz), leva a oficina de Marketing Digital para o bairro da Cabanagem, em Belém.

Segundo Luiz Carlos Santos, diretor de Comunicação Popular e Comunitária da Secom, muitos empreendedores do bairro, como artesãos, costureiras e feirantes, passaram a usar as redes sociais para fortalecer seus negócios.

Diretor de Comunicação Popular da Secom, Luiz Carlos frisa que é importante se preparar para ter uma boa atuação no mundo digital“Oferecer técnicas de marketing para que as pessoas se apropriem de novas estratégias, melhorem suas redes, aprendam a linguagem, criem um protagonismo próprio com a voz da comunidade e contem suas próprias histórias é muito importante”, ressalta o diretor.

A oficina de Marketing Digital iniciou nesta terça-feira (1º) na Escola Estadual José Valente Ribeiro, na Cabanagem, e segue até a próxima sexta-feira (4) marcando a retomada das atividades presenciais da Secom. O evento é realizado dentro das medidas sanitárias recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A jornalista Camila Simões observa que o marketing digital abre portas para novos públicos e possibilidades de crescimento nos negóciosJornalista e ministrante da oficina, Camila Simões explica que os conteúdos apresentados nestes quatro dias não serão apenas teóricos e buscam profissionalizar o olhar dos participantes sobre os próprios negócios, o que incentiva o potencial e amplia possibilidades aos empreendedores.  

“Vamos discutir sobre como pensar e planejar a produção de conteúdo, mas é essencial também colocar  as estratégias em prática. Conversar sobre as marcas, as vendas online e o posicionamento deles nas redes também estão na programação”, informa a jornalista. 

COMUNIDADE

A Diretoria de Comunicação Popular e Comunitária da Secom prima pela democratização do acesso às mídias e do protagonismo socialÉ a primeira vez que a artesã Vanderlucia Campelo, moradora do bairro da Cabanagem, participa de uma oficina de comunicação e considera maravilhosa a oportunidade de aprender mais sobre marketing.

“Eu faço os meus trabalhos e muitas vezes nem registro para divulgar. Vejo os outros publicando no facebook e sei que preciso aprender para fortalecer e aumentar a renda da minha produção. Adorei a oportunidade”, afirma.

Solange Macedo, que mora no bairro há mais de 20 anos, também participa da oficina de Marketing Digital e afirma que a iniciativa de trazer qualificação com esta temática para os moradores da Cabanagem estimula o crescimento da população que busca empreender.

“Acredito que essas ferramentas poderosas podem ser responsáveis por alavancar os negócios da população do bairro. Todas as atividades do TerPaz aqui no bairro nos dão oportunidade, trazem dignidade pra nós, que fomos esquecidos por muitos anos. Agora sentimos a presença do governo”, ressalta.

TERPAZ CABANAGEM

Segundo Marisa Lima, gestora do TerPaz na Cabanagem, a procura por esta oficina bateu recorde. Em menos de 24h, foi necessário encerrar as inscrições, por conta das restrições relacionadas à quantidade de participantes, devido à pandemia.

“As mulheres do bairro foram as principais interessadas. Elas já participam de outras ações do TerPaz que incentivam alternativas de empoderamento e a independência financeira. E essa oficina foi a articulação perfeita, por trazer esse conhecimento para que elas apliquem no dia a dia”, explica Marisa Lima.

COMUNICAÇÃO POPULAR E COMUNITÁRIA 

A Diretoria de Comunicação Popular e Comunitária (DCPC), da Secom, tem a missão de exercer a Comunicação Pública, visando fomentar múltiplas vozes e coletividade nas comunidades, assim como democratizar o acesso às mídias e possibilitar a construção de narrativas de pertencimento e protagonismo em todo o Pará.