Detran discute estratégias para implementar projeto viário aprovado pela ONU

Idealizado pelo Departamento de Trânsito, o projeto visa ampliar a fiscalização de vias em parceria com a Organização das Nações Unidas

26/11/2020 20h23 - Atualizada em 26/11/2020 21h38
Por Leidemar Oliveira (DETRAN)

O Departamento de Trânsito do Estado (Detran) promoveu, nesta quinta-feira (26), mais uma rodada de diálogo e debates sobre as estratégias de implementação do Projeto Strengthening Road Traffic Enforcement in Brazil (Fortalecimento da Fiscalização do Tráfego Rodoviário no Brasil), aprovado em 2019 pela Organização das Nações Unidas (ONU). O projeto idealizado pelo Detran enfatiza a fiscalização de vias, em parceria com a entidade internacional.

O encontro foi realizado para analisar, refletir e introduzir novos aspectos e perspectivas de execução de operações fiscalizatórias nas vias e rodovias para os próximos anos, a partir de um diagnóstico sobre o Plano Plurianual (PPA) 2020-2023, para adequar as operações dentro do que está previsto no plano.

O objetivo do encontro foi analisar, refletir e introduzir aspectos e perspectivas de execução de operações em vias e rodoviasDe acordo com o presidente da Comissão Operacional do Projeto, Luiz Otávio Miranda, esta etapa é primordial para definir novos caminhos ao projeto, uma vez que os treinamentos práticos com os agentes de trânsito estão previstos para janeiro. As equipes discutiram o resultado do planejamento financeiro e das atividades de 2019, em relação à fiscalização, no âmbito do PPA. “Mediante isso, o propósito é apresentar os desfechos desse plano, além de apresentar o Plano de 2020-2023, pontuando algumas possíveis projeções discutidas na reunião de hoje, pensando nos treinamentos e, claro, nos desafios que virão a surgir", destacou Luiz Otávio Miranda.

Equipamentos - A fase estratégica mencionada pelo presidente da Comissão é voltada a encontrar novas possibilidades após a análise do plano, visando aos treinamentos práticos, com equipamentos sofisticados e chancelados pela entidade internacional, que serão utilizados pelos agentes do Detran. A partir dessas possibilidades, o órgão pretende aperfeiçoar as práticas e a inserção de novos métodos de fiscalização nas vias. A aquisição desses equipamentos está em processo de finalização, e a previsão de início dos treinamentos é janeiro de 2021, em Belém e demais municípios da Região Metropolitana, além de Marabá, no sudeste, e Santarém, na região oeste.

Ainda conforme Luiz Otávio Miranda, o planejamento feito com os componentes do projeto é crucial para o sucesso da iniciativa. "Além dos treinamentos, nossa ideia de conversar com o grupo é para encontrar meios que possamos implementar na fiscalização, fomentando uma transformação, especialmente no que se refere à alcoolemia. Vamos colher os subsídios para revisar alguns pontos, porque o projeto tem essa finalidade: provocar a percepção deles com relação às metas, tendo os treinamentos como o grande foco", enfatizou.

Estiveram presentes 15 agentes das Ciretrans (Circunscrições Regionais de Trânsito) e de municípios-polos, como Castanhal, Breves e Capanema. (Colaboração: Celso Junior).