Segundo dia do Colóquio de Governança apresenta práticas de secretarias na pandemia

Nesta sexta-feira (20), foi abordada a pesquisa ‘Gestão de Conhecimento em Organizações Públicas: análise do capital intelectual na estrutura pública do Pará'

20/11/2020 14h41 - Atualizada em 20/11/2020 15h56
Por Isabela Quirino (EGPA)

A Escola de Governança Pública do Pará (EGPA) finalizou na manhã desta sexta-feira (20) o III Colóquio de Governança Pública, com o tema “Perspectivas atuais e futuras da Governança Pública em tempos de Covid-19”. O colóquio foi realizado por meio do Instituto de Formação Profissional e Superior e do Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Estratégicos em Governança Pública, de maneira remota. 

A dra. Luciana Ferreira apresentou sua pesquisa com análise do capital intelectual na estrutura pública do Estado do ParáO evento iniciou na manhã desta quinta-feira (19), com palestras e mesas de debate e seguiu até o final da tarde, com as apresentações de artigos produzidos por servidores públicos. Todos os artigos trataram dos três eixos temáticos de apresentação: Política Pública e Governança; Direito e Cidadania; e Gestão e Desenvolvimento de Pessoas.

A programação desta sexta focou sobre as mesas e palestras nas pesquisas desenvolvidas pela EGPA, a exemplo da pesquisa ‘Gestão de Conhecimento em Organizações Públicas: análise do capital intelectual na estrutura pública do Estado do Pará: dados preliminares’, desenvolvida pela dra. Luciana Rodrigues Ferreira e a pesquisa ‘Explorando o mundo do trabalho remoto no serviço público’, do dr. Sérgio Gomes. 

O dr. Sérgio Gomes abordou seu estudode tema ‘Explorando o mundo do trabalho remoto no serviço público’“O objetivo da escola é desenvolver políticas de formação e qualificação profissional, mas para desenvolver a política adequada precisamos entender quais são as necessidades do Estado, e por isso a pesquisa é importante no contexto de gestão”, afirma Sérgio Gomes. 

O segundo dia do Colóquio também contou com a participação da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), representada pela dra. Alessandra Amaral de Souza; a mestre Brenda Maradei representou a Secretaria de Estado de Planejamento e Administração, e o especialista Cláudio Luciano Monteiro de Oliveira, a Secretaria de Estado de Segurança Pública. 

Para finalizar o evento, as secretarias apresentaram como foram realizadas as reconfigurações dos serviços entregues à sociedade para este período de pandemia. “Foi necessário pensar em uma nova configuração para todas as secretarias e, neste processo, desenvolvemos novas práticas, envolvendo a utilização de tecnologias existentes e adequações de normatizações, como a portaria 136, que autoriza a homologação dos atestados com afastamento de até 60 dias”, explicou Brenda Maradei.  

Sobre o Colóquio – A programação busca reunir pesquisadores, servidores públicos e estudantes que tenham como foco de suas pesquisas a análise da atuação do espaço público e o processo de governança, em suas diversas dimensões e aprendizagens institucionais para expor e ampliar o debate, com as especificidades territoriais e de desenvolvimento da Amazônia.