Sedop realiza concretagem de ponte no canal do Tucunduba em Belém

Esta segunda etapa do projeto de macrodrenagem do Tucunduba entregará aos moradores 10 novas pontes ao longo do canal

07/11/2020 17h41 - Atualizada em 07/11/2020 20h03
Por Matheus Rocha (SEDOP)

Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) realizaram na manhã deste sábado (7) a concretagem da laje alveolar (cobertura composta de painéis de concreto com alvéolos longitudinais) que dará sustentação à ponte construída no canal do Tucunduba no cruzamento com a Passagem Nossa Senhora das Graças, no bairro da Terra Firme, em Belém.

A estutrura da passagem Nossa Senhora das Graças tem 28 metros de comprimento e 11 metros de larguraA ponte dará maior mobilidade e conforto aos moradores da área, possibilitando que veículos e pedestres possam cruzar o canal com segurança e rapidez. A estutrura da passagem Nossa Senhora das Graças tem  28 metros de comprimento e 11 de largura, e sua construção faz parte do segundo trecho da segunda etapa das obras do Projeto de Macrodrenagem da Bacia do Tucunduba, que vai da Rua dos Mundurucus até a rua Dois de Junho.

Ao todo, esta segunda etapa do projeto de macrodrenagem vai garantir a construção de 10 novas pontes ao longo dos três trechos de obras do Canal, que vão da Rua São Domingos até à Travessa Vileta.

Para o titular da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Ruy Cabral, o trabalho de concretagem da ponte da Passagem Nossa Senhora das Graças representa um “avanço importante no processo de urbanização do canal do Tucunduba”. 

Finalizado o processo de concretagem, a expectativa é de que a ponte esteja pronta até o final deste mês de novembro. As obras de macrodrenagem do Tucunduba estão avançadas nas três frentes do projeto, o que tem antecipado os cronogramas

AVANÇOS

As obras de macrodrenagem do Tucunduba seguem avançando nas três frentes do projeto. Ainda de acordo com o secretário Ruy Cabral, o cronograma do projeto está adiantado. “É extremamente importante informar à comunidade que vive no entorno do canal que nosso cronograma está avançado. Hoje nós conseguimos visualizar quando vamos concluir essa obra tão importante para a cidade de Belém, que vai trazer benefícios para cerca de 230 mil pessoas em bairros como o Guamá, Terra Firme, Marco e Canudos.” destacou o gestor estadual. 

A expectativa é de que os trabalhos nos dois primeiros trechos do projeto, que vão, juntos, da Rua São Domingos à Rua 2 de Junho, sejam concluídos em meados de 2021. Já o terceiro trecho, da Rua 2 de Junho à Travessa da Vileta deve ser concluído até o final de 2022.