Inscrições para o 'Canta Servidor' podem ser feitas até o dia 30

Interessados devem preencher o formulário online, disponível no site da Escola de Governança

25/10/2020 12h53 - Atualizada em 25/10/2020 15h53

A valorização integral do servidor é um dos pilares do trabalho da Escola de Governança Pública do Estado do Pará (EGPA). Buscando reconhecer as produções artísticas dos funcionários de todas as secretarias e órgãos, a EGPA promove pelo segundo ano consecutivo o ‘Canta Servidor', que está com inscrições abertas até a próxima sexta-feira (30). 

Rodrigo Amorim, servidor da Seduc, foi o grande vencedor da região Araguaia, com a música ‘Canoeiro', em 2019Ednaldo Luz, servidor da Secretaria de Educação, já garantiu sua inscrição deste ano. “Canto desde 2005 e escolhi participar do concurso para mostrar meus trabalhos e composições para outras regiões”, explica.

As inscrições são realizadas por meio de formulário online, disponível no site da EGPA. “Achei o processo de inscrição deste ano mais prático”, destaca Ednaldo, que espera se qualificar entre os 12 finalistas. “Quero mostrar através da minha música a realidade que me inspirou para escrevê-la e trazer emoção. Recomendo que os servidores se inscrevam, pois é uma forma de mostrar que temos outros talentos”, finaliza.

De acordo com o edital, os servidores devem se candidatar a partir de quatro regiões: Região Metropolitana de Belém; Região Nordeste e Sudeste; Região do Baixo Amazonas e Sudoeste; e Região do Marajó. Cada região terá três finalistas e um grande vencedor. 

Camila Alves, servidora do Instituto Carlos Gomes e vencedora da Região Metropolitana de Belém na primeira edição do festivalEm 2019, na primeira edição do Canta Servidor, Rodrigo Amorim, servidor público da Secretaria de Educação (Seduc) do município de Conceição do Araguaia, foi o grande vencedor da região Araguaia, apresentando a música ‘Canoeiro'. “Eu moro em uma cidade na beira do Rio Araguaia, eu cresci vendo os canoeiros cruzando o rio. Esta é uma paisagem que está no imaginário dos moradores da minha cidade e também uma homenagem ao próprio rio, que eu tanto amo”, disse. 

Os 12 servidores finalistas receberão R$ 1 mil e os grandes vencedores de cada região receberão R$ 5 mil. Para Camila Alves, servidora do Instituto Carlos Gomes e vencedora da Região Metropolitana de Belém na primeira edição do festival, a premiação foi um incentivo. “Com o prêmio, pude comprar instrumentos musicais e investir na música. Recomendo que os servidores se inscrevam, pois é uma boa oportunidade”, afirma.
As inscrições seguem até o dia 30 de outubro, pelo site da Escola de Governança, onde os servidores também podem encontrar o edital completo. As músicas inscritas devem ser inéditas e originais. 

Por Isabela Quirino (EGPA)