Coruja 'Olívia' é a mais nova atração do Parque Zoobotânico Mangal das Garças

20/10/2020 16h03 - Atualizada em 20/10/2020 16h46
Por Beatriz Pastana (Pará 2000)

O Parque Zoobotânico Mangal das Garças, administrado pela Organização Social Pará 2000, foi presenteado com uma coruja murucututu, batizada carinhosamente de Olívia. O animal chegou ao parque após ser transferido do Hospital Veterinário da Universidade Federal do Pará (UFPA), em Castanhal. A coruja Olívia já se tornou atração no Parque, principalmente entre as crianças, que param para fazer fotos ao lado da ave.

A coruja da espécie Pulsatrix perspicillata foi levada ao hospital veterinário da UFPA após cair do ninho e apresentar dificuldades para se equilibrar nos poleiros, devido a uma deformação em uma das patas. Como a ave não tinha capacidade para voltar a natureza, permaneceu por um tempo como mascote da Universidade, mas não havia um espaço adequado para que ela recebesse os devidos cuidados, sendo necessário transferi-la para o Mangal das Garças.

Basílio Guerreiro, Biólogo do Mangal, conta que o principal objetivo da transferência foi dar uma melhor qualidade de vida ao animal, mas, além disso, a coruja Olívia irá reforçar o trabalho de educação ambiental realizado no parque zoobotânico. "Durante os passeios escolares, por exemplo, ao levarmos as crianças até esses animais com algum tipo de limitação, buscamos ensinar o porquê de o animal estar em tal situação, deixando claro que o melhor lugar para ele é na natureza, porém, o exemplar está impedido de voltar ao habitat natural devido a uma má formação, como ocorre com a Olívia”, explica.

Coruja Olívia - Para quem deseja ver a Olívia de perto, atualmente a coruja faz um passeio com o técnico ambiental Rafael Nagen, de terça a sexta, das 17h às 18h, pelos espaços do Mangal. Além de contemplar a ave, os visitantes recebem uma explicação sobre o modo de vida do espécime.

Funcionamento - A partir desta terça-feira, dia 20 de outubro de 2020, o Parque Zoobotânico Mangal das Garças terá novo horário de abertura: às 8h. O Parque, que antes funcionava de 9h às 18h, agora será aberto ao público de terça a domingo, das 8h às 18h, com entrada franca.

Prevenção - Nesse período de pandemia o acesso está sendo monitorado para evitar aglomerações. O espaço conta com medidas de segurança sanitária como medidor de temperatura na entrada, álcool em gel e banners com informações sobre a doença distribuídas em vários pontos do local. Além disso, para entrada e permanência no local é obrigatório o uso de máscaras.

O espaço continuará fechando às segundas-feiras para manutenção, e as atividades no local permanecem com os horários fixados abaixo:

Programação diária:

- 10h e 16h – Soltura das borboletas no Borboletário

- 11h, 15h, 17h30 – Alimentação das Garças no Recanto da Curva

- De terça a sexta - 17h – Passeio Coruja Olívia

Para visitar os espaços monitorados é necessário adquirir o ingresso por R$ 5.

Serviço

Parque Zoobotânico Mangal das Garças, aberto de terça a domingo, das 8h às 18h, com entrada franca.
Endereço: Rua Carneiro da Rocha, s/n, no bairro da Cidade Velha, em Belém.
Para entrar no parque é obrigatório o uso de máscara.

Texto: Gabriel Nascimento