Setran avança com obras do novo ponto de embarque e desembarque no Rio Meruú, em Igarapé-Miri

A transferência do ponto, que deve ocorrer até o mês que vem, é determinante para início das obras de construção da ponte sobre o rio

14/10/2020 15h12 - Atualizada em 14/10/2020 17h20
Por Kátia Aguiar (SETRAN)

A Secretaria de Estado de Transportes (Setran) acelera a construção do desvio da área de embarque e desembarque de passageiros na área do rio Meruú, na PA-151, na região do Baixo Tocantins. A transferência é necessária para liberar a área para o início de uma das obras mais importantes da região do Baixo Tocantins, a ponte sobre o Rio.

Segundo o coordenador de Obras de Artes Especiais, Arnaldo Guerreiro, a expectativa é que, até janeiro de 2021, a obra do novo ponto de embarque esteja pronta. Atualmente, ela está na fase de execução do adensamento hidráulico no desvio da margem direita e de instalação da geomanta e da geogrelha.

“Avançamos em média uma estaca por dia. Faremos uma pequena parada para executar a drenagem tripla e acredito que até primeira quinzena de novembro concluiremos o desvio da margem direita. Até a quinzena de janeiro concluiremos também o desvio da margem, e em meados de janeiro deve ser remanejado o translado de passageiros para que a obra ocorra sobre o rio Meruú”, explica Guerreiro.

A obra, que foi iniciada na gestão passada, teve de passar por ajustes judiciais, como pagamento de indenização para moradores da área e a liberação de licenças ambientais. Agora, seguirá de forma continuada até sua conclusão. No período que o Governo do Estado, por meio da Setran, sanava os entraves judiciais, que emperravam a execução da obra, foi montado um canteiro a 10 quilômetros do Rio para que fossem construídas partes da ponte, que poderiam ser transportadas para o local e serem montadas na obra. “Estão prontas todas as 56 vigas necessárias e ainda 6.258 pré-lajes, que serão utilizadas para erguer 560,88 metros de extensão da ponte”, enfatiza Guerreiro.

Acesso a Igarapé Miri, a ponte sobre o rio Meruú representa o incentivo à produção local, uma vez que o município é o maior produtor nacional de açaí. Atualmente, a travessia de passageiros e de produtos é feita por meio de uma balsa na área do Meruú.

Ao todo, a PA-151, que tem mais de 255 quilômetros de extensão, tem 18 pontes, sendo 16 de concreto (755 metros), uma mista (madeira e concreto de 35 metros) e ainda uma de madeira (10 metros).