Adepará cadastra propriedades rurais e certifica produtos artesanais no Xingu

Ação integra as políticas do programa Territórios Sustentáveis, fundamento do Plano Estadual Amazônia Agora, de desenvolvimento sustentável

21/08/2020 17h15 - Atualizada em 21/08/2020 18h25
Por Monique Hadad (ADEPARÁ)

Adepará cadastra propriedades rurais e certifica produtos artesanais confeccionados no campo, no âmbito do "Territórios Sustentáveis"A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) atua junto ao programa Territórios Sustentáveis com a responsabilidade de promover o cadastro de propriedades rurais, com exploração pecuária e/ou produção agrícola, atualizar cadastros, registro artesanal de estabelecimentos de origem animal e vegetal, além de ser polo de inscrição presencial de produtores rurais junto à Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-PA). 

O programa Territórios Sustentáveis (TS) promove o desenvolvimento econômico com bases sustentáveis e é um dos pilares do Plano Estadual Amazônia Agora, do Governo do Pará. As secretarias e órgãos ambientais atuam de forma integrada. 

As ações de campo se iniciaram em agosto, na região do Xingu. “Na primeira etapa, especificamente, os técnicos da Adepará realizaram ações em conjunto com a Emater, visitando propriedades rurais para a execução das inscrições”, afirmou o diretor-geral da Adepará, Jamir Macedo.

O novo ciclo dos trabalhos de campo comecará no final de agosto, em São Félix do Xingu, com sensibilização dos produtores rurais e capacitação dos técnicos. Conforme Jamir Macedo, nesta fase, além de realizar visitas a propriedades rurais, a Adepará vai atuar com a certificação de produtos artesanais das áreas animal e vegetal. 

“Estaremos com um grupo direcionado para realizar a prospecção, vistoria e análise da documentação dos estabelecimentos que processam produtos de origem vegetal e animal, possibilitando maior celeridade nos processos e, posteriormente, concedendo o selo de inspeção a essas agroindústrias”, relatou o gestor.

CERTIFICAÇÃO

A Adepará é o órgão do Estado responsável por regulamentar a produção e comercialização de produtos alimentícios produzidos de forma artesanal, por meio da concessão do selo estadual. A atuação da Agência é fundamental para o desenvolvimento da cadeia produtiva, pois valoriza os métodos e características regionais, aliados às boas práticas agropecuárias e de fabricação. 

Os produtos registrados no órgão podem ser comercializados em todo o território paraense e tem sua qualidade reconhecida, fator que gera confiança aos consumidores. Dessa forma, as comunidades rurais são beneficiadas com a ampliação de mercados e geração de emprego e renda. 

Atualmente, há 42 estabelecimentos registrados na Gerência de Produtos Artesanais de Origem Animal da Adepará, entre eles estão: laticínios, empresas de embutidos, pescado e mel. Na Gerência de Produtos Artesanais de Origem Vegetal, por sua vez, constam 83 empreendimentos, que trabalham, em sua maioria, com a produção de polpas de frutas.

INTEGRAÇÃO

O "Territórios Sustentáveis’ tem se destacado por ser uma ação conjunta de órgãos e secretarias estaduais. A gerente de Certificação de Madeira, Gabriela Polaro, é a representante da Adepará no TS e elogiou a iniciativa.

“Essas ações de integração entre órgãos estão cada vez mais presentes no Governo do Pará. O que a gente visualiza no TS é um belo exemplo disso: várias instituições trabalhando pelo bem comum, sendo que um dos objetivos principais é a diminuição do desmatamento. Assim, são ofertados vários serviços, levando em consideração a contribuição que pode ser dada por cada órgão do Estado. É uma união de esforços, um pioneirismo”, ressaltou. 

O Plano Estadual Amazônia Agora, alicerçado sobre o TS, visa a desenvolver iniciativas com quatro pilares estratégicos: redução imediata das taxas de desmatamento ilegal e queimadas, incentivo da produção e consumo sustentáveis, reflorestamento de áreas degradadas e captação de investimentos para o desenvolvimento de uma economia de baixo carbono.

Além da Adepará, integram o ‘Territórios Sustentáveis’: Instituto de Terras do Pará (Iterpa), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme),  Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio) e Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), como coordenadora do programa.