Posto de coleta do Hemopa do shopping Pátio Belém volta a receber doadores

Nesta primeira semana de retomada das atividades, o horário de funcionamento fica reduzido entre 13h e 17h

10/08/2020 21h45
Por Carol Menezes (SECOM)

Posto de coleta funciona no espaço da Estação CidadaniaUma única doação de sangue pode ajudar a salvar até quatro vidas, e como nunca, a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa) precisa manter abastecido o seu estoque, que assiste mais de 200 hospitais em todo o Estado. Por isso, e baseado nos protocolos de segurança que orientam a retomada das atividades, voltou a funcionar nesta segunda-feira (10), o posto de coleta da Estação Cidadania, localizado no shopping Pátio Belém, em Batista Campos, no centro de Belém. Nesta primeira semana, o horário de funcionamento fica reduzido entre 13h e 17h, devendo ser normalizado já na próxima, abrindo às 10h.

Hanna Pompeu foi uma das primeiras a doar sangue A assistente social do posto, Deyse Botelho, explica que essa redução no expediente até a sexta-feira, dia 14, tem a ver com a readaptação das equipes que atuarão junto aos doadores. "Voltamos com toda a cautela e orientações necessárias para oferecer o ambiente acolhedor ao qual as pessoas já estavam acostumadas", garante ela.

Funcionária do posto do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) que também fica na Estação Cidadania, Hanna Pompeu cumpriu seu dever de doadora frequente logo no primeiro dia. "Eu doei em abril pela última vez, quando as coisas estavam bem difíceis por causa da contaminação. Soube que ia voltar a funcionar aqui, fui logo doar. É uma questão de ajudar o próximo, de saber que um dia eu, um parente ou um amigo podem precisar", conscientiza ela, que há cinco anos mantém o hábito solidário.

Hanna não pegou a Covid-19, e por isso não teve quaisquer restrições no hemocentro. No entanto, a assistente social avisa que quem foi contaminado deve esperar no mínimo 30 dias após o fim dos sintomas para procurar o Hemopa. Quem apenas teve contato com alguém infectado, mas não manifestou a doença, precisa esperar pelo menos duas semanas.

Gesto solidário ajuda a salvar muitas vidas

A assistente social confirma que o fato de ser possível a coleta dentro de um shopping center ajuda na captação de mais e novos doadores. Todo o processo dura entre 20 e 30 minutos a partir do início do atendimento. Depois de um cadastro, o doador passa por uma triagem que determina a aptidão ou não para o ato. Depois da coleta, é oferecido um lanche para reposição de proteínas. "A pandemia reduziu nosso fluxo, nossos estoques. É muito importante que os doadores saibam que estamos aqui, estamos de volta, para que venham solidarizar conosco", convida Deyse.

Outra Hanna aproveitou para doar no primeiro dia de retomada. Hanna Larissa também trabalha no shopping e nunca tinha doado sangue. "A comodidade de ter uma unidade de coleta de sangue mais próximo da gente possibilita a doação. E eu vim para ajudar. Não custa nada ajudar quem precisa", destacou a recepcionista.

O autônomo Matheus Eduardo também ajudou a repor os estoque nesta segunda-feira. "Eu vejo que é algo vital para a sociedade; ajudando a gente pode construir um futuro melhor", justifica.