Pará fica na 18ª posição no ranking nacional de isolamento no sábado (8)

09/08/2020 16h11 - Atualizada em 09/08/2020 18h22
Por Walena Lopes (SEGUP)

No sábado (8), o Pará ficou na 18ª posição no ranking nacional de isolamento social, com taxa de 37,82%. Entre as capitais, Belém ocupou o 13º lugar, com taxa de 38,82%. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

O titular da Segup, Ualame Machado, destaca a atuação da segurança pública no cumprimento das medidas protetivas determinadas no decreto estadual e ressalta a colaboração da população no combate à pandemia.

“Nosso papel enquanto segurança pública é fazer valer o que determinam os decretos municipal e estadual, fiscalizando e orientando as pessoas para que não sejam violadas as medidas de segurança necessárias para conter o avanço da doença, mas a população também tem sua parcela nessa cooperação. Todos juntos poderemos diminuir a proliferação do vírus e evitar que mais vidas no Pará se percam em razão da pandemia”, diz.

As cidades com maior registro de desobediência à recomendação de ficar em casa e com baixo índice de isolamento foram Goianésia do Pará (28,6%), Concórdia do Pará (28,8%) e Jacundá (29,5%). Já as que alcançaram  melhores índices foram Limoeiro do Ajuru (53,3%), Curralinho (54,6%) e Brejo Grande do Araguaia (55,1%).

Na capital paraense e em Ananindeua, foram registrados, respectivamente, os índices de 38,82% e 37,5%. Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Brasília (54,5%), Maracacuera (53,8%) e Maracajá (48,4%). Já os bairros com menores índices foram São João do Outeiro (20%), Tenoné (24%) e Murubira (28,6%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros Júlia Seffer (48,1%), Águas Brancas (47,7%) e Levilândia (46,7%). As piores taxas foram do Distrito Industrial (28,1%), Heliolândia (29,3%) e Cidade Nova IV (30%). O percentual de isolamento nos 144 municípios paraenses e o monitoramento completo estão disponíveis e são atualizados diariamente no site da Segup.